Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/5845
Título: Best-Sellers in Portugal: the case of Bridget Jones
Autor: Bennett, Karen
Palavras-chave: Portuguese translations
bestsellers
Bridget Jones' Diary
Data: 2002
Editora: Universidade Católica Editora
Citação: Bennett, Karen. ‘Best-Sellers in Portugal: the Case of Bridget Jones’ in Deste Lado do Espelho: Estudos de Tradução em Portugal. A. Lopes & M.C. Correia de Oliveira (Eds), Catholic University Press: Lisbon, 2002
Resumo: Portugal continua a consumir em grande quantidade ficção traduzida. Em 2001, um dos maiores êxitos foi O Diário de Bridget Jones, de Helen Fielding, obra que fez rir milhares de pessoas mesmo antes do filme, que saiu no mesmo ano. Contudo, o humor desta obra é culturalmente muito específico, baseado numa rede semiótica que só pode ser apreciada por quem vive dentro da cultura de origem. Qual foi a política da tradutora relativa a estes elementos tão dificilmente traduzíveis? Conseguiu transmitir as complexidades da sociedade contemporânea britânica? Ou será que houve outro motivo menos definido por detrás desta apropriação e que teria a ver com o modo de representar o Outro neste vasto mundo globalizado?
URI: http://hdl.handle.net/10451/5845
ISBN: 972-54-0046-1
Aparece nas colecções:FL - CEComp - Livros e Capítulos de Livros

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Bestsellers in Portuguese - the Case of Bridget Jones.pdf78,89 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.