Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Farmácia (FF) >
FF - Teses de Doutoramento >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/5869

Título: Caracterização (farmaco) epidemiológica da diabetes tipo 2 em Portugal
Autor: Carmona, Maria Filipa Duarte Ramos, 1970-
Orientador: Barros, Henrique, 1957-
Cabrita, José, 1954-
Palavras-chave: Teses de doutoramento - 2012
Issue Date: 2011
Resumo: A prevalência de diabetes tipo 2 diagnosticada em Portugal é de 6.6%, tendo-se vindo a registar um aumento da despesa em saúde com a pessoa com diabetes. Sendo a gestão da diabetes, complexa e multifactorial, urge melhorar o conhecimento da situação nacional no que concerne à abordagem da pessoa com diabetes, com vista a minimizar recursos e maximizar resultados. Este trabalho teve por objectivo caracterizar a dimensão (farmaco) epidemiológica da diabetes tipo 2, em Portugal, através de: I. Caracterização do consumo de antidiabéticos na última década, por análise de base de dados de consumo nacional e de estudos de utilização de medicamentos (2003/04 (n=1090) e 2008/09 (n=806)). Destaca-se a diminuição de consumo de sulfonilureias (SUs) e aumento de biguanidas, em linha com as guidelines. Mais de metade dos doentes estavam tratados com politerapia de ADOs. II. Caracterização da percepção da prestação de cuidados de saúde, ao diabético tipo 2 (2003/04 vs. 2008/09), avaliando-se: variáveis clínicas, educação para controlo da doença, auto-vigilância, posse do ‘Guia da Pessoa com Diabetes’, avaliação da realização de exame aos olhos, exame aos pés e vacinação antigripal. Verificou-se que mais de 2/3 dos doentes faziam auto-vigilância, cerca de 1/3 não tinham efectuado exame aos olhos no ano anterior e aproximadamente 70% não tinha feito exame aos pés. Só cerca de 50% receberam vacina antigripal. III. Diferentes abordagens metodológicas para estimar a prevalência de DM2, diagnosticada e não disgnosticada. (1) Estimativa indirecta da prevalência de diabetes tipo 2, com base no consumo de ADOs (2000 a 2009), corrigindo para politerapia e não adesão à terapêutica. Em 2009, a prevalência estimou-se entre 5.06-7.05%, o que sugere que esta técnica pode vir a ser usada como estratégia de monitorização da prevalência. (2) Identificação de escalas para detecção de pessoas com diabetes tipo 2 não diagnosticada. A estratégia de busca recuperou 136 resumos que conduziram à inclusão de dez artigos na revisão sistemática de literatura efectuada.
The prevalence of type 2 Diabetes in Portugal is 6.6% and we are witnessing a rise of health expenditures with diabetic patients. Diabetic patients’ management is complex and multifaceted. It is urgent to increase our knowledge about the current situation of care delivery to the the diabetic patient in Portugal, in order to minimize costs and obtain maximal beneficts in health outcomes. Utilizing different methods and distinct methodological approaches, our goal was to improve the knowledge of the (pharmaco)epidemiology of type 2 diabetes in Portugal. This report is divided into three main chapters as follows: I. The analysis of the consumption of hypoglycemic agents over the last decade, by means of drug consumption data base analysis and field drug use studies. The main findings were a decrease in the consumption of sulphonylureas alongside a rise of biguanides, in accordance with guidelines. More than half of the patients were treated with 2 or more oral hypoglycaemic agents (OHAs). II. The self-reported provision of health care to patients with type 2 diabetes including information concerning: disease-related variables, education for disease control, selfmonitoring of blood glucose, having the “Guide for the Person with Diabetes”, assessment of diabetic retinopathy examination, foot examination, and flu vaccination. It has been found that 68.3% patients performed SMBG. Circa 50% respondents reported having had flu vaccination. One third reported not having had an eye examination and 70% did not have a feet examination. III. We performed an indirect estimate of type 2 diabetes based on OHAs consumption correcting for the proportion of polytherapy and non-adherence, obtaining a value similar to the one reported in the literature, which suggests that this approach could be used to monitor diabetes prevalence. We also performed a systematic review of the literature to collect risk scores to identify patients with undiagnosed type 2 diabetes. The search strategy retrieved 136 abstracts which led to the inclusion of ten articles.
Descrição: Tese de doutoramento, Farmácia (Farmacoepidemiologia), Universidade de Lisboa, Faculdade de Farmácia, 2012
URI: http://hdl.handle.net/10451/5869
Appears in Collections:FF - Teses de Doutoramento

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulsd062274_td_Maria_Carmona.pdf4,68 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia