Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Ciências (FC) >
FC - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/5906

Título: Resposta da comunidade de carnívoros à invasão recente dos sistemas ribeirinhos do NO de Portugal por lagostim-americano (Procambarus clarkii)
Autor: Mendes, Raquel da Conceição Milheiro, 1981
Orientador: Reis, Margarida Santos, 1955-
Rebelo, Rui Miguel Borges Sampaio e, 1969-
Palavras-chave: Carnívoros
Espécies invasoras
Procambarus clarkiiPortugal
Teses de mestrado - 2011
Issue Date: 2011
Resumo: Os habitats ripícolas são extremamente importantes para a biodiversidade, porém estão sujeitos a várias ameaças, incluindo a introdução de espécies não-nativas. Os estudos que abordam esta problemática geralmente consideram os impactos negativos dos invasores enquanto predadores, ignorando o seu papel como presas. Pretendeu-se com este estudo avaliar a resposta trófica da comunidade de carnívoros ripários à presença recente do lagostim-americano nos sistemas ribeirinhos do noroeste de Portugal. Para tal foram recolhidos dejetos de carnívoros ripários (N = 216), em áreas invadidas e não invadidas por lagostim-americano em duas estações do ano (quente e fria), para identificação dos recursos consumidos. Para validação genética do predador que produziu cada dejeto foi efetuada uma subamostragem (35%) e, após extração do ADN fecal, foram usados marcadores moleculares (citocromo b) que permitiram a identificação de 70 como sendo de lontra e 5 de visão-americano. Com base na percentagem de ocorrência determinou-se a importância de cada presa e para caracterizar o nicho trófico usaram-se índices de diversidade (Shannon e Levins padronizado), equitabilidade (Pielou) e similaridade (Pianka). Os resultados mostraram que os recursos aquáticos foram a base da dieta dos carnívoros ripários, dependendo o consumo da área e da estação do ano. O lagostimamericano foi a presa dominante quando se encontrava disponível, registando-se alterações nas frequências de consumo de todos os outros grupos, à exceção dos peixes. Contrariando as expetativas, verificou-se um consumo significativamente mais elevado de lagostimamericano durante a estação fria. A lontra consumiu maioritariamente presas aquáticas e o visão-americano, apesar das limitações de amostragem, mostrou um maior uso de recursos terrestres. Ambas as espécies responderam positivamente à presença do lagostimamericano que surgiu como uma das presas principais. Como resultado, nas áreas invadidas o nicho trófico dos carnívoros ripários apresentou-se como menos diverso, sugerindo um regime mais especialista. Por fim, discute-se qual poderá ser o impacto da previsível expansão do lagostim-americano para a comunidade de carnívoros ripários.
Riparian habitats are extremely important for biodiversity, but very susceptible to various threats, including non-native species introduction. Studies addressing this issue usually consider the negative impacts of invaders as predators, but ignore their role as prey. The aim of this study was to assess the trophic response of riparian carnivore community to the recent invasion of American crayfish in riverine systems of northwest Portugal. To this purpose riparian carnivores’ scats (N = 216) were collected, in areas invaded and noninvaded by American crayfish in two seasons (hot and cold), and used to identify consumed resources. For genetic validation of the predator that produced each scat a subsample (35%) was selected and, after extraction of faecal DNA, molecular markers (cytochrome b) were used enabling the identification of 70 as being of otter and 5 of American mink. The relative importance of each prey was determined by the percentage of occurrence and to characterize the trophic niche diversity (Shannon and Levins standardized), evenness (Pielou) and similarity indexes were used. Results showed that aquatic resources were the bulk of riparian carnivores’ diet, with prey composition depending on the area and the season. American crayfish was the dominant prey when available and changes were recorded in the frequencies of consumption of all other groups, except for fish. Against expectations, there was a significantly higher consumption of American crayfish during the cold season. Otter consumed mainly aquatic prey and American mink, despite sampling limitations, showed a greater use of land resources. Both species responded positively to the presence of the American crayfish that became one of the main prey. As a result, in invaded areas riparian carnivore trophic niche appeared less diverse, suggesting a more specialized diet. Ultimately, it is discussed the impact of the predicted expansion of the American crayfish to the riparian carnivore community.
Descrição: Tese de mestrado. Biologia (Biologia da Conservação). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2011
URI: http://hdl.handle.net/10451/5906
Appears in Collections:FC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulfc092910_tm_raquel_mendes.pdf1,28 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE