Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Instituto de Educação (IE) >
GI Psicologia da Educação (IE-GIPE) >
IE - GIPE - Artigos em Revistas Nacionais >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/5968

Title: Eu leio, tu ouves, nós aprendemos: Experiências de aprendizagem matemática e vivências de inclusão de dois estudantes Surdos, no ensino regular
Authors: Borges, Inês
César, Margarida
Keywords: Educação matemática
Estudantes Surdos
Inclusão
Interacções sociais
Padrões interactivos
Issue Date: Apr-2012
Publisher: ESE Santarém
Citation: Interacções, N.º 20, pp. 141-180 (2012)
Abstract: Acolher alunos categorizados como apresentando necessidades educativas especiais (NEE) contribuiu para o aumento da multiculturalidade nas escolas. Os documentos de política educativa, nacionais (ME, 2008) e internacionais (UNESCO, 1994), salientam a necessidade de proporcionar uma educação inclusiva, colocando desafios aos professores. Contudo, persistem barreiras com que se deparam os Surdos e outros estudantes categorizados como apresentando NEE (Freire, 2006). Focamo-nos nas adaptações realizadas nas práticas docentes para que dois estudantes Surdos aprendessem matemática com os colegas ouvintes. Assumimos uma abordagem interpretativa (Denzin & Lincoln, 1998) e um design de estudo de caso intrínseco (Stake, 1995). Os dois estudantes são Surdos profundos e severos, pré linguais, oralistas, frequentando, com uma idade próxima da esperada, o 12.º ano de escolaridade, considerando-se dois casos de sucesso escolar (Borges, 2009). Foram, também, participantes os colegas de turma e as professoras de matemática e educação especial. Os instrumentos de recolha de dados são a observação (registada em diário de bordo da investigadora e áudio gravada), entrevistas, conversas informais, protocolos dos alunos e recolha documental. O tratamento e análise de dados baseou-se numa análise de conteúdo de índole narrativa (Clandinin & Connelly, 1998), sucessiva e aprofundada, emergindo categorias indutivas (César, 2009). Os resultados focam-se nos padrões interactivos observados em aula, que facilitaram a comunicação e aprendizagem da matemática dos dois estudantes Surdos e uma maior inclusão nos processos de ensino e aprendizagem da turma e grupo de pares. Diversos exemplos iluminam os seus contributos no acesso destes dois alunos aos artefactos culturais da matemática e sucesso escolar.
Welcoming students categorised as presenting special educational needs (SEN) contributed to the rise of multiculturalism in schools. The education policy documents, national (ME, 2008) and international (UNESCO, 1994) emphasise the need to provide an inclusive education, challenging teachers. However, there are barriers that remain and are still faced by Deaf and other students categorised as presenting SEN (Freire, 2006). We focus on the adaptations made in teachers’ practices so that two Deaf students could learn with their hearing classmates. We assume an interpretative approach (Denzin & Lincoln, 1998) and an intrinsic case study design (Stake, 1995). The two students are profound and severe, pre-lingual, and oralists Deaf, attending, with an age close to the expected one, the 12th grade and were considered as two cases of academic success (Borges, 2009). Their classmates and their mathematics and special education teachers were also participants. The data collecting instruments were the observation (recorded in the researcher’s diary and audio taped), interviews, informal conversations, students’ protocols and documents. The data treatment and analysis was based in a successive and in-depth narrative content analysis (Clandinin & Connelly, 1998), from which inductive categories emerged (César, 2009). The results focus on the interactive patterns observed in the classroom, which facilitated communication and mathematics learning for the two Deaf students, and better accomplished inclusion in the teaching and learning processes of the class and in their peers group. Several examples illuminate their contributions to these two students to mathematical cultural artefacts and school achievement.
Peer Reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10451/5968
Appears in Collections:IE - GIPE - Artigos em Revistas Nacionais

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Borges & César.pdf372.88 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE