Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Medicina (FM) >
FM - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/6017

Title: Factores de risco para a incidência de patologia peri-implantar
Authors: Nobre, Miguel Alexandre de Araújo, 1977-
Advisor: Rocha, Evangelista, 1947-
Keywords: Epidemiologia
Periimplantite
Implante dentário
Estudos de casos e controlos
Teses de mestrado - 2012
Issue Date: 2011
Abstract: Contexto – A patologia peri-implantar consiste numa reacção inflamatória acompanhada de perda do osso de suporte na zona dos tecidos circundantes do implante em função podendo conduzir ao insucesso do implante. É necessário produzir mais conhecimento na área dos factores de risco associados a esta patologia. Objectivo – O objectivo geral deste estudo consistiu na identificação dos possíveis factores associados ao aumento do risco para a ocorrência de patologia peri-implantar e consequente insucesso do implante. Materiais e Métodos - Este estudo caso-controlo de base hospitalar incluiu um total de 1350 participantes (270 casos e 1080 controlos) reabilitados com implantes dentários do sistema Nobel Biocare no Centro de Implantologia e Reabilitação Oral Fixa Malo Clinic- Lisboa. Os casos apresentaram diagnóstico de patologia peri-implantar efectuado a partir de 4 métodos clínicos e radiológicos complementares e os controlos sem diagnóstico de patologia periimplantar. Os casos e controlos foram emparelhados relativamente às variáveis idade (intervalo etário de 2 anos), género e tempo de seguimento do implante (intervalo de 2 meses). Foi efectuada uma análise bivariada para avaliar a diferença entre os grupos de casos e controlos em relação às variáveis independentes. As variáveis independentes identificadas individualmente como factores associados à incidência da patologia peri-implantar foram novamente testadas em modelo de regressão logística binário tendo sido calculado o seu “odds ratio” (OR) relativamente à incidência da patologia peri-implantar. Resultados – A partir do modelo de regressão logística verificou-se que as variáveis que representaram factores de risco para a incidência de patologia peri-implantar foram: Desajuste passivo (OR=39.97); História de periodontite (HP) (OR=24); Presença de bolsas periimplantares >4mm (BPI) (OR=3.57); Nível ósseo (NO) localizado no terço médio do implante (OR=9.59); Tipo de material utilizado na prótese (TMUP) (Metalo-cerâmico: OR=5.87; Acrílico: OR=2.44); Presença de placa bacteriana (PB) (OR=3.57); as interacções PB*Proximidade de peças dentárias (PROXI) (nomeadamente a presença de um dente e um implante adjacentes ao implante, possuindo placa bacteriana; OR=12.43); NO*Superfície do implante (SI) (nomeadamente implantes com superfície maquinada possuindo um Nível ósseo localizado no terço médio do implante; OR=8.19) e Comprimento do implante (CI) * Relação implante-coroa (RIC) (nomeadamente implantes com um comprimento de 8.5 mm e possuindo uma relação implante-coroa de 1:1; OR=3.21). Exerceram efeito protector na incidência de patologia peri-implantar: A variável PROXI (0.13 <OR <0.41). O modelo final possuiu uma Sensibilidade de 78.5% e uma Especificidade de 96% tendo previsto correctamente cerca de 92.5% das situações. Conclusões – Ficou provada a origem multifactorial e a interacção da componente biológica e biomecânica na etiopatogenia da patologia peri-implantar. Dos factores de risco para a incidência da patologia peri-implantar incluídos no modelo de regressão logística, existem vários que constituem factores exógenos possíveis de controlar, quer pelo paciente, quer pelo clínico: PB, BPI, DP, TMUP, CI, RIC, SI. O esclarecimento destas associações passa pela execução de estudos prospectivos que permitam obter uma estimativa mais precisa dos riscos relativos.
Background - Peri-implant disease is an inflammatory reaction accompanied by loss of supporting bone in the area of tissue surrounding the implant in function can lead to failure of the implant. It is necessary to produce more knowledge in the area of risk factors associated with this pathology. Purpose - The purpose of this study was to identify possible risk factors associated with increased risk for the occurrence of peri-implant pathology and consequent failure of the implant. Materials and Methods - This case-control hospital-based study, included a total of 1350 participants (270 cases and 1080 controls), rehabilitated with dental implants from Nobel Biocare system at the Center for Implantology and Oral Rehabilitation Fixed-Malo Clinic Lisbon, with the cases presenting a diagnosis of peri-implant pathology diagnosed through four clinical and radiological methods, and the controls without a diagnosis of peri-implant pathology. The cases and controls were matched for age (2 year interval), gender and followup time of implantation (2 months interval). A bivariate analysis was conducted to evaluate the difference between the groups of cases and controls in relation to the independent variables. The independent variables individually identified as factors associated with the incidence of peri-implant pathology were re-tested in binary logistic regression model. Results - The variables that represented risk factors for the incidence of peri-implant pathology were: Passive misfit (PM) (OR = 39.97); Past history of periodontitis (PHP) (OR = 24); Presence of peri-implant pockets > 4mm (PIP) (OR = 3.57); Bone level (BL) located in the middle third of the implant (OR = :59); Type of material used in the prosthesis (TMUP) (Metal-Ceramic: OR = 5.87; Acrylic: OR = 2.44); Presence of dental plaque (DP) (OR = 3.57); the interactions DP * Proximity of dental specimens (PROXI) (in particular the presence of a tooth and an implant adjacent to the implant, having plaque, OR = 12:43); BL * implant surface (IS) (including implants with machined surface having a bone level located in the middle third of the implant; OR = 8.19) and implant length (IL) * Implant-crown ratio (ICR) (including implants with a length of 8.5 mm and having an implant-crown ratio of 1:1; OR = 3.21). Exerted a protective effect for the incidence of peri-implant pathology: The variable PROXI (0.13 <OR <0.41). The final model possessed a sensitivity of 78.5% and a specificity of 96% having correctly foreseen approximately 92.5% of situations. Conclusions - It was proven the multifactorial origin and the interaction of biological and biomechanical components in the pathogenesis of peri-implant pathology. There are several risk factors for the incidence of peri-implant pathology included in the logistic regression model that are possible to control either by the patient or the clinician: DP, PIP, PM, TMUP, IL, ICR, IS.Clarification of these associations needs implementation of prospective studies allowing a more accurate estimate of relative risks.
Description: Tese de mestrado, Epidemiologia, Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa, 2012
Peer Reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10451/6017
Appears in Collections:FM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
641344_Tese.pdfDissertação3.6 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE