Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Instituto de Geografia e Ordenamento do Território (IGOT) >
IGOT - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/6031

Título: Boas práticas de cooperação territorial europeia na Região de Lisboa e Vale do Tejo entre 2000-2006 e 2007-2013
Autor: Fernandes, Daniel de Jesus,1984-
Orientador: Costa, Eduarda Marques da,1966-
Malheiros, Fátima
Palavras-chave: Regionalizaçao económica - Região de Lisboa e Vale do Tejo (Portugal) - 2000-2013
Cooperação transfronteiriça
Política regional
Relatório de estágio de mestrado - 2011
Issue Date: 2011
Resumo: A Política de Coesão encoraja as intervenções conjuntas das regiões e cidades dos Estados Membros da UE em acções de desenvolvimento territorial integrado através do seu objectivo 3 “Cooperação Territorial Europeia”, em articulação com as prioridades estratégicas da União Europeia. A cooperação territorial é uma prioridade da União Europeia, na qual se procura a integração e a redução das disparidades económicas e sociais entre as várias regiões da UE. Os vários territórios considerados para as vertentes de cooperação transfronteiriça e transnacional são constituídos, respectivamente, por sub-espaços transfronteiriços e macro-regiões, através das acções de carácter material ou imaterial, de um aumento da integração e da coesão económica e social em domínios de importância estratégica. Este trabalho tem como principal objectivo possibilitar um melhor conhecimento da importância dos programas de cooperação em que participam entidades da Região de Lisboa e Vale do Tejo. Por outro lado, a cooperação na vertente interregional destina-se, a promover sinergias entre os principais actores regionais, nacionais e comunitários da política de coesão, de forma a capitalizar as boas práticas na gestão das intervenções estruturais na Europa e, assim, incrementar a sua eficácia para a concretização das Agendas de Lisboa e Gotemburgo. Neste sentido, o melhor conhecimento poderá contribuir para uma melhoria das práticas de Cooperação Territorial no território comunitário, especialmente na Região de Lisboa e Vale do Tejo, potencializando as possibilidades abertas pelos vários programas. A próxima geração dos programas operacionais, tanto os de cooperação transfronteiriça como os dedicados aos dois outros objectivos (Convergência e Competitividade e Emprego Regionais) deverá ser instruída para encorajar fortemente a emergência de programas de acção colectiva robustos e elaborados pelos actores do desenvolvimento (empresas, governos locais, centros de investigação, agências de desenvolvimento regional, associações de desenvolvimento local.
Abstract: Cohesion policy encourages the joint interventions of the regions and cities of the EU Member States in shares of integrated territorial development through its third objective "European Territorial Cooperation", in conjunction with the strategic priorities of the European Union. Territorial cooperation is a priority of the European Union, which seeks integration and reduction of economic and social disparities between the various EU regions. The territories considered for various aspects of cross-border and transnational consist, respectively, for cross-border areas and sub-macro-regions, through the actions of material or immaterial nature, an increase of integration and economic and social cohesion in areas of strategic importance. This work has as main objective to enable a better understanding of the importance of cooperation programs involving entities of the Lisbon and Tagus Valley. On the other hand, cooperation in interregional strand aims to promote synergies among key regional actors, national and EU cohesion policy, in order to capitalize on good practices in the management of structural interventions in Europe and thus increase their effectiveness for achieving the Lisbon and Gothenburg Agendas. In this sense, knowledge can best contribute to improving the practices of territorial cooperation within the Community, especially in the Lisbon and Tagus Valley, leveraging the opportunities offered by various programs. The next generation of operational programs, both cross-border cooperation as dedicated to the two other objectives (Convergence and Regional Competitiveness and Employment) should be instructed to strongly encourage the emergence of collective action programs robust and produced by development actors (companies, local governments, research centers, regional development agencies, local development associations.
Descrição: Relatório de estágio de mestrado, Geografia - Gestão do Território, Universidade de Lisboa, Instituto de Geografia e Ordenamento do Território, 2011
URI: http://hdl.handle.net/10451/6031
Appears in Collections:IGOT - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
igotul001436_tm.pdf2,96 MBAdobe PDFView/Open
Restrict Access. You can request a copy!
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia