Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Ciências (FC) >
FC - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/6223

Title: Mecanismos de resistência à fosfomicina em bactérias uropatogénicas
Authors: Narciso, Ana Rita da Cruz, 1988-
Advisor: Duarte, Aida
Dionísio, Francisco, 1971-
Keywords: Microbiologia
Resistência aos antibióticos
Infecções urinárias
Teses de mestrado - 2011
Issue Date: 2011
Abstract: A fosfomicina trometamol é um antibiótico cujas propriedades farmacodinâmicas e cinéticas tornam-no particularmente eficaz no tratamento de infecções urinárias, as infecções bacterianas mais frequentes. Este estudo teve como objectivo conhecer e caracterizar os mecanismos de resistência à fosfomicina, assim como a resistência associada a outros antibióticos, de modo a explicar a viabilizar este antibiótico como alternativa no tratamento de infecções urinárias. Foram estudados inicialmente 533 isolados bacterianos de Gram negativo provenientes de urinas analisadas em laboratórios da comunidade e seleccionado um grupo de 23 isolados para prosseguir com a caracterização molecular da resistência aos antibióticos. O perfil de susceptibilidade aos antibióticos foi obtido por método de difusão em disco e a Concentração Mínima Inibitória da fosfomicina por E-test. Os genes de resistência foram pesquisados por PCR, os plasmídeos agrupados por Replicon Typing e o perfil genómico por ERIC-PCR. O transporte da fosfomicina foi avaliado usando meios mínimos com o substrato de cada transportador como única fonte de carbono. E. coli foi o agente etiológico com maior prevalência. No grupo heterogéneo de 533 bactérias, a susceptibilidade à fosfomicina foi superior a 90%. Nos 23 isolados caracterizados molecularmente, a resistência deu-se essencialmente por alterações no transporte da fosfomicina (14 em 23), mutações estas que afectam o fitness bacteriano in vivo, apesar do gene fosA estar presente em 10 isolados. No entanto, a presença deste gene em isolados sem alterações no transporte do antibiótico não foi suficiente para causar resistência. Não parece haver resistência cruzada com outras classes de antibióticos, o que pode estar relacionado com a resistência ser maioritariamente cromossomal. Estes resultados demonstram o potencial que este antibiótico pode ter na era da resistência globalizada a várias classes de antimicrobianos, nomeadamente β-lactâmicos, quinolonas e trimetoprim/sulfametoxazole, não só no tratamento de infecções urinárias, mas para além do tracto urinário.
Fosfomycin tromethamol is an antibiotic which has pharmacodynamic and pharmacokinetic properties that make it particularly effective in the treatment of urinary infections, the most common bacterial infections. The aim of this study was to know and characterize fosfomycin resistance mechanisms, as well as associated resistance to other antibiotics, to explain the high susceptibility rates and validate this antibiotic has an alternative for the treatment of urinary infections. Initially, 533 bacterial isolates sampled from urine at community laboratories were studied and a group of 23 isolates was then selected to proceed with the molecular characterization of antibiotic resistance. The antibiotic susceptibility profile was obtained through disk-diffusion method and Minimum Inhibitory Concentrations of fosfomycin through E-test method. Resistance genes were investigated through PCR, plasmids were grouped using the Replicon Typing method and genomic profiles through ERIC-PCR. Fosfomycin transport was evaluated using minimal media with the substrate of each transporter as sole carbon source. E. coli was the most prevalent etiologic agent. In the heterogeneous group of 533 bacteria, susceptibility to fosfomycin was higher than 90%. In the 23 isolates molecularly characterized, resistance was essentially due to alterations in fosfomycin transport (14 in 23), mutations that affect bacterial fitness in vivo, although the fosA gene was present in 10 isolates. However, the presence of this gene alone in isolates without transport alterations was not sufficient to cause resistance. Crossed resistance with other antibiotic classes does not seem to occur, which can be related to the fact that fosfomycin resistance is mainly cromossomal. These results show the potential that this antibiotic may have in the age of globalized resistance to several classes of antimicrobials, namely β-lactams, quinolones and trimethoprim/sulphamethoxazole, not only in urinary infections, but also beyond the urinary tract.
Description: Tese de mestrado. Biologia (Microbiologia Aplicada). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2011
URI: http://hdl.handle.net/10451/6223
Appears in Collections:FC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulfc092771_tm_ana_narciso.pdf924.41 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE