Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Medicina (FM) >
FM - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/6327

Título: Cuidados paliativos : caracterização assistencial e identificação de necessidades num serviço de medicina interna
Autor: Silva, Maria João Filipe Nunes da, 1956-
Orientador: Victorino, Rui M. M., 1949-
Palavras-chave: Cuidados paliativos
Sintomas
Futilidade médica
Necessidades e demandas de serviços de saúde
Medicina interna
Teses de mestrado - 2012
Issue Date: 2011
Resumo: Os Cuidados Paliativos (CP) são um elemento fundamental dos Sistemas de Saúde. Não existem em Portugal estudos detalhados sobre CP em Serviços de Medicina Interna. O presente trabalho visou caracterizar as necessidades em CP num Serviço de Medicina Interna de um Hospital Central Universitário, definir o perfil dos doentes, determinar as suas necessidades assistenciais e avaliar a adequação dos cuidados prestados. Na primeira parte da Tese procede-se a um breve enquadramento teórico sobre as perspectivas actuais dos CP e a revisão bibliográfica sobre a recente inclusão dos doentes não oncológicos na população com necessidade deste tipo de cuidados. Procede-se ainda a uma análise de estudos sobre uma abordagem da agonia como período privilegiado na prestação de CP, onde se destaca que a melhoria da abordagem paliativa dos doentes agónicos exige o reconhecimento do início da agonia, permitindo por sua vez a limitação de terapêuticas agressivas ou desnecessárias, a implementação de um plano de cuidados de conforto e controlo sintomático atempado no decurso do internamento e o apoio psicológico espiritual/religioso ao doente e à família. Na segunda parte da Tese apresenta-se um estudo prospectivo observacional englobando 670 doentes internados num Serviço de Medicina Interna de um Hospital Central Universitário num período de 9 semanas consecutivas, seleccionando-se os doentes com necessidade de CP (com base na definição da OMS). Foi aplicado a esses doente um questionário e procedeu-se à revisão dos processos clínicos no sentido da obtenção de múltiplas variáveis, nomeadamente doença motivadora de CP, motivos de internamento, performance status, sintomas/medidas de controlo sintomático e cuidados na agonia. Resultados: Determinou-se a necessidade de CP em 15% dos doentes (54 oncológicos e 48 não oncológicos), que apresentavam sintomas diversos e intensos, requerendo terapêuticas complexas e múltiplos cuidados de enfermagem. Apesar da melhoria da maioria dos sintomas, verificou-se um controlo sintomático insuficiente, particularmente da anorexia, cansaço, depressão e ansiedade. Constatou-se também dificuldade no reconhecimento da agonia (identificada em apenas 1/3 dos doentes) e manutenção de terapêutica fútil. A mortalidade foi de 31.3% e, dos doentes que tiveram alta, apenas 3 foram transferidos para Unidades de CP. Conclusão: Este estudo ilustra de uma forma objectiva as necessidade de CP nos Serviços de Medicina Interna e aponta para a importância de formação específica dos internistas nesta área.
Palliative Care (PC) should be a fundamental part of health systems. In Portugal no studies have objectively analysed the prevalence of these patients in Internal Medicine wards. This study aimed to characterize the needs in PC in Internal Medicine wards of a Central/University Hospital, define the profile of patients, determine their needs and assess the adequacy of care. A brief theoretical summary is done in the present master thesis, regarding the current perspectives of the palliative care and a bibliographic review on the recent inclusion of non oncologic patients in the group of patients with need for palliative care. An approach to agony as a privileged period for the ministration of palliative care is also done, reinforcing that end-of-life care begins with the recognition of the initiation of the agony, allowing limitation of aggressive or unnecessary treatments and early implementation of a plan of comfort measures and of symptomatic control during hospitalization, as well as with the supply of psychological or spiritual/religious support to the patient and the family. In the second part of this thesis a prospective and observational study is presented, including the 670 patients admitted to an Internal Medicine ward of a Central/University Hospital in a period of 9 consecutive weeks. Selection of the patients with PC needs (using the WHO definition) was done and a questionary was applied to these patients. Moreover clinical files were reviewed with the objective of studying several variables, namely, disease that determined PC needs, admission motives, performance status, symptoms/symptom control measures and special care made available in agony. Results: The study showed that 15% of the hospitalized patients had Palliative Care needs (54 cancer patients and 48 non cancer patients). They presented multiple and intense symptoms, requiring complex therapeutics and extensive nursing care. Although most symptoms have improved there was insufficient symptomatic control, especially of anorexia, fatigue, depression and anxiety. There was also difficulty in the recognition of agony (achieved in only 1/3 of patients) and institution of the appropriate attitudes and therapeutic measures, with maintenance of futile therapy. Mortality was 31.3%. Of the patients discharged from the hospital only 3 were admitted in PC units. Conclusion: This study illustrates in an objective way PC needs in Internal Medicine wards and points to the importance of specific training of Internists in this particular area.
Descrição: Tese de mestrado, Cuidados Paliativos, Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa - 2012
Arbitragem científica: yes
URI: http://hdl.handle.net/10451/6327
Appears in Collections:FM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
643566_Capa.pdf37,26 kBAdobe PDFView/Open
643566_Folha_de_Rosto.pdf42,62 kBAdobe PDFView/Open
643566_Tese.pdf832,23 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE