Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Belas Artes (FBA) >
FBA - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/633

Title: Uma nova rede de museus para o exército português
Authors: Rodrigues, Francisco António Amado
Advisor: Pereira, Fernando António Baptista, 1953-
Keywords: Museologia
Museografia
Teses de mestrado
Issue Date: 2005
Abstract: O Exército Português possui um vasto e diversificado património museológico, de abrangência territorial nacional e multidisciplinar. A sua estrutura organizacional, diversa legislação de suporte e missão reflectem a preocupação de preservar a memória militar, essencialmente na perspectiva histórica. Desde a dimensão e valor das colecções do Museu Militar (em Lisboa) até à mais pequena e humilde Sala de Honra de uma certa Unidade/Estabelecimento/Órgão há, inequivocamente, um denominador comum: conservar os diferentes testemunhos e acções militares. Mas, sendo condição necessária, conservar não é suficiente para se verificar o cumprimento de requisitos museológicos e museográficos, que são actualmente exigidos por lei. Perante esse enquadramento e associado à percepção de existirem insuficiências de diversa ordem no panorama museológico do Exército Português, era determinante avaliar e caracterizar a sua realidade para se propor um novo modelo de gestão e de funcionamento mais eficiente e superiormente articulado. Assim, estabeleceram-se duas perguntas: - Quantos museus, núcleos museológicos, ou outras denominações, existem no Exército Português? - Quais são as características de cada um e de todos, relativamente às funções museológicas? As respostas a essas duas questões, na globalidade, não foram possíveis de obter junto da tutela e do Observatório das Actividades Culturais. Em consequência, recorreu--se ao método do questionário para a recolha de dados e procedeu-se a diversas visitas e entrevistas como forma complementar daquele método e contribuir desse modo para uma caracterização mais verdadeira. Os resultados obtidos confirmam a necessidade, importância e urgência em agir de forma a ser implementada no Exército Português uma estrutura em rede de Museus Militares e de Colecções Militares Visitáveis, aberta a outros museus ou colecções visitáveis quer no plano nacional quer no internacional dotada de recursos museológicos humanos, materiais, financeiros e informáticos adequados para viabilizar um projecto de natureza complexa e diversificada, de dimensão variável e organizada funcionalmente de forma a cumprir dois critérios: - De descentralização territorial, alguns recursos museológicos e temáticos; - De centralização na gestão integrada daqueles recursos.
The Portuguese Army possesses a large and varied museological patrimony that is also national and multidisciplinary. Its organizational structure, supporting legislation and mission show the concern for the maintenance of the military memory, particularly in terms of historical perspective. There is something that both the large and valuable collections in the Military Museum (in Lisbon) and the smallest and most humble Salas de Honra of a particular Unit have in common, which is the fact that different military actions and testimony need to be preserved. Nevertheless, “to maintain”, on its own, is not sufficient once we bear in mind museological and museographical requirements. Therefore and due to some insufficiencies related to the museums that belong to the Portuguese Army it seemed of great importance to assess and characterize the reality of those museums. Thus, it might be possible to formulate a proposal for a new model of management as well as for a more effective functioning. Two questions were formulated: - How many museums and related structures are there in the Portuguese Army? - Which are the characteristics of each and of all of them concerning their functions? Due to the impossibility of getting the answers for these questions, we decided to use a questionnaire for data collecting and decided to go through a process of several visits and interviews that could complement the questionnaire and contribute for a more real characterization. The results confirm the need, importance and urgency of implementing a net structure in the Portuguese Army to be used with the Military Museums as well as with other Military Collections. This structure should also be used by other museums or collections – both in national and international territory – and possess the necessary resources – human, material, financial and computer – to create a complex multi project of variable dimension. This project should be organized in order to accomplish: - Territorial decentralization of some thematic and museum related resources - Centralization in terms of integrated management of those resources. Key Words: - Organization, mission, legislation, questionnaire, museum, collection, net, system, net of museums, museological resources, classification, certification
Description: Tese de mestrado em Museologia e Museografia, apresentada à Universidade de Lsiboa através da Faculdade de Belas Artes, 2005
URI: http://catalogo.ul.pt/F/?func=item-global&doc_library=ULB01&type=03&doc_number=000453373
http://hdl.handle.net/10451/633
Appears in Collections:FBA - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
22738_ULFBA_TES166.pdf5.28 MBAdobe PDFView/Open
22739_ULFBA_TES166_CAPA.JPG322.51 kBJPEGThumbnail
View/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE