Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/644
Title: A linguagem plástica dos desenhos de D. Carlos I : estudo de desenhos a lápis - carvão e pena - tinta-da-china
Authors: Leal, Anabela Batista Marques, 1965-
Orientador: Pedro, António, 1953-
Keywords: Desenho
Carvão
Pena
Tinta-da-China
Naturalismo
Marinha
Paisagens
Teses de mestrado
Issue Date: 2009
Abstract: O trabalho que se apresenta, tem como objectivo dar a conhecer e divulgar os numerosos desenhos que D. Carlos I realizou a Carvão I Lápis e a Pena I Tinta-da-china, de modo a se poder aprofundar o estudo da sua obra artística nomeadamente no que se refere a área do desenho. Após recolha dos elementos nas diferentes fontes, sua organização, tratamento e selecção, redacção do estudo e respectiva explicação numa determinada estrutura organizativa do material investigado, dividimos o material recolhido em seis temáticas diferentes: Marinhas, Paisagens, Retrato, Costumes, Animais e Diversos. Nascido e educado para ser rei, D. Carlos I demonstrou desde pequeno grande vocação e gosto pela área artística, em particular, pelo desenho. Estimulado nesta prática pelo seu pai e seu avô, recebeu também, uma esmerada educação no domínio das artes plásticas que contribuíram para o seu crescimento e reconhecimento individual como artista. Teve os melhores mestres de então como seus professores e destacou-se entre os artistas
da sua época não só pela originalidade e qualidade de muitos dos seus trabalhos, alguns deles até galardoados em diversos certames, como também, pelo facto de ter encontrado e definido a sua própria maneira de estar perante a arte conseguindo adquirir, espontaneamente, um estilo muito próprio. Dedicou-se com entusiasmo a fotografia e realizou muitos apontamentos e desenhos de campo que traduzem bem a sua ligação a natureza e seus efeitos e ao naturalismo enquanto forma de expressão. D. Carlos teve grande paixão pelo mar e pelas paisagens do Alentejo mas teve também vasta predilecção pelo desenho. Embora tenha tido uma vida breve, deixou uma obra artística vasta e perene. E foi, provavelmente, um dos artistas, que melhor soube representar a paisagem portuguesa.
Description: Tese de mestrado, Desenho, 2009, Universidade de Lisboa, Faculdade de Belas Artes
URI: http://hdl.handle.net/10451/644
Appears in Collections:FBA - Dissertações de Mestrado



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.