Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Belas Artes (FBA) >
FBA - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/645

Título: O desenho caricatural de Leal da Câmara na colecção da Casa-Museu da Rinchoa : 1895-1915
Autor: Bernardino, Arminda
Orientador: Calado, Margarida, 1947-
Palavras-chave: Desenho
Caricaturas
Humor
Teses de mestrado
Issue Date: 2008
Resumo: Nascido em Nova Goa e criado em Portugal, Leal da Câmara cresceu, por força das circunstâncias, sob a tutela materna que lhe deu as bases da sua formação pessoal e o viu exercer uma rebelde cidadania. Embora longe dos grandes centros mundiais, Portugal era parte de uma Europa em desenvolvimento mas em forte convulsão social. Contra a monarquia Constitucional, Leal da Câmara pôs todo o seu talento satírico ao serviço da causa republicana, coadjuvado por uma cada vez mais forte imprensa, tendo desde cedo usado o desenho caricatural para fazer frente àqueles a quem decretara guerra. Os seus adversários eram o poder instituído e os seus suportes e esta atitude não ficou incólume. Perseguido, à prisão escolheu a fuga para Espanha. Foram muitas as publicações em que colaborou e que usou como arma política até 1898. Na sua juventude já a arte estava em franca transformação, procurando novos rumos. Dois anos em Espanha, prelúdio do encontro com Paris,
tornaram possível a sua integração num meio que para tantos foi hostil. Percebeu cedo que sem formação, não poderia concorrer com valores que já aí tinham o seu espaço. Assim, poliu o seu talento juntando-lhe o saber obtido com mestres académicos. Foi este cruzar de experiências, a própria e a adquirida que o tornou reconhecido como um valor mais, em Paris. Na capital dos artistas viu cair a monarquia em Portugal. Continuou a colaborar com a imprensa portuguesa, e abraçou outras causas com a mesma paixão mas com uma capacidade expressiva à altura da modernidade que o acolhera. A linearidade que caracterizara a sua obra, cedeu lugar a um registo que junta num só suporte a objectividade da mensagem e o carácter plástico. Como conferencista, defendeu a democratização da Arte ligando-a à indústria, através do ensino em escolas industriais onde viria a aplicar as suas teorias como docente.
Descrição: Tese de mestrado em Desenho apresentada á Universidade de Lisboa através da Faculdade de Belas Artes, 2009
URI: http://hdl.handle.net/10451/645
Appears in Collections:FBA - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
18094_ULFBA_TES301_CAPA.JPG393,13 kBJPEGThumbnail
View/Open
18104_ULFBA_TES301.pdf9,41 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE