Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Belas Artes (FBA) >
FBA - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/645

Título: O desenho caricatural de Leal da Câmara na colecção da Casa-Museu da Rinchoa : 1895-1915
Autor: Bernardino, Arminda
Orientador: Calado, Margarida, 1947-
Palavras-chave: Desenho
Caricaturas
Humor
Teses de mestrado
Issue Date: 2008
Resumo: Nascido em Nova Goa e criado em Portugal, Leal da Câmara cresceu, por força das circunstâncias, sob a tutela materna que lhe deu as bases da sua formação pessoal e o viu exercer uma rebelde cidadania. Embora longe dos grandes centros mundiais, Portugal era parte de uma Europa em desenvolvimento mas em forte convulsão social. Contra a monarquia Constitucional, Leal da Câmara pôs todo o seu talento satírico ao serviço da causa republicana, coadjuvado por uma cada vez mais forte imprensa, tendo desde cedo usado o desenho caricatural para fazer frente àqueles a quem decretara guerra. Os seus adversários eram o poder instituído e os seus suportes e esta atitude não ficou incólume. Perseguido, à prisão escolheu a fuga para Espanha. Foram muitas as publicações em que colaborou e que usou como arma política até 1898. Na sua juventude já a arte estava em franca transformação, procurando novos rumos. Dois anos em Espanha, prelúdio do encontro com Paris,
tornaram possível a sua integração num meio que para tantos foi hostil. Percebeu cedo que sem formação, não poderia concorrer com valores que já aí tinham o seu espaço. Assim, poliu o seu talento juntando-lhe o saber obtido com mestres académicos. Foi este cruzar de experiências, a própria e a adquirida que o tornou reconhecido como um valor mais, em Paris. Na capital dos artistas viu cair a monarquia em Portugal. Continuou a colaborar com a imprensa portuguesa, e abraçou outras causas com a mesma paixão mas com uma capacidade expressiva à altura da modernidade que o acolhera. A linearidade que caracterizara a sua obra, cedeu lugar a um registo que junta num só suporte a objectividade da mensagem e o carácter plástico. Como conferencista, defendeu a democratização da Arte ligando-a à indústria, através do ensino em escolas industriais onde viria a aplicar as suas teorias como docente.
Descrição: Tese de mestrado em Desenho apresentada á Universidade de Lisboa através da Faculdade de Belas Artes, 2009
URI: http://hdl.handle.net/10451/645
Appears in Collections:FBA - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
18094_ULFBA_TES301_CAPA.JPG393,13 kBJPEGThumbnail
View/Open
18104_ULFBA_TES301.pdf9,41 MBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia