Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/6888
Título: Engano-te a ti e a mim... : um estudo exploratório sobre o faking good e o MMPI-2 com indicadores de medidas fisiológicas
Autor: Machado, Ana Margarida Antunes Siles
Orientador: Novo, Rosa, 1957-
Palavras-chave: Minnesota Multiphasic Personality Inventory-2
Electrodermal Activity
Instrumentos de avaliação psicológica
Avaliação da personalidade
Teses de mestrado - 2012
Data de Defesa: 2012
Resumo: A literatura tem-se debruçado sobre o faking good nos instrumentos de avaliação da personalidade, nomeadamente sobre a sensibilidade das escalas de validade do MMPI-2 na detecção do faking good. No entanto, a maioria dos estudos têm privilegiado as situações de simulação O presente estudo visou a caracterização do faking good na avaliação da personalidade e da psicopatologia através da resposta ao MMPI-2 em contexto natural, i.e., no âmbito de processos reais de avaliação onde os indivíduos possam estar motivados para fazer faking good. Esta caracterização contou com evidências de medidas fisiológicas, nomeadamente a actividade electrodermal (EDA). Utilizou-se para tal uma metodologia diferencial, quantitativa e qualitativa, em que se procurou encontrar relações entre variáveis específicas dos indivíduos (análise intra-participante) e semelhanças e diferenças no comportamento dos diferentes indivíduos (inter-participantes). Para o efeito, foi estudada uma amostra de participantes provenientes de diferentes contextos, normal e clínico/forense (N = 24). A análise exploratória sugeriu a ocorrência de faking good em ambos os contextos. Especificamente, foi possível distinguir dois estilos de faking good, com características particulares, sendo que um dos estilos se destaca por ter particularidades que não vão no sentido do descrito na literatura para indicadores comportamentais de faking good. As características de personalidade deste grupo vão ao encontro da conceptualização de Paulhus (1984; 1997; Paulhus & John, 1998), onde identifica duas características: self-deception e impression management. As implicações e limitações do estudo, bem como direcções de investigação futuras foram discutidas.
Literature has tackled faking good in personality assessment instruments, namely the sensitivity of the validity scales of the MMPI-2 to the detection of faking good. However, most studies have privileged the simulation designs. The present study aimed at the characterisation of faking good in personality and psychopathology assessment through response to the MMPI-2 in a natural context, which is to say in the context of a real evaluation process where the individuals may be motivated to faking good. This characterisation included marks of physiological measures, namely the electrodermal activity (EDA). For such, a differential methodology was used, quantitative and qualitative, in which we tried to find relations between specific variables from the individuals (intra-participant analysis) and similarities and differences between the behaviour of the different participants (inter-participants). For this purpose, we studied a sample of participants from different contexts, normal and clinical/forensic (N = 24). The exploratory analysis suggested the occurrence of faking good in both contexts. Specifically, it was possible to distinguish two styles of faking good, with particular characteristics, considering that one of the styles stands out for having particularities which differ from what is described as behavioural indicators of faking good. The personality characteristics of this group are in accordance with Paulhus conceptualization (1984; 1997; Paulhus & John, 1998), where he identifies two characteristics: self-deception e impression management. The implications and limitations of this study, as well as future investigation directions, were discussed.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde, Núcleo de Psicoterapia Cognitiva-Comportamental e Integrativa), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2012
URI: http://hdl.handle.net/10451/6888
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie040138_tm.pdf888,05 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.