Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/6889
Título: Para além das palavras : o impacto da escrita expressiva sobre acontecimentos de vida no bem-estar subjectivo de adolescentes
Autor: Parreira, Ana Margarida Rodrigues
Orientador: Santos, Sara Bahia dos, 1959-
Palavras-chave: Escrita expressiva
Bem-estar subjectivo
Psicologia do adolescente
Teses de mestrado - 2012
Data de Defesa: 2012
Resumo: Nas últimas décadas, tanto os conceitos de bem-estar como da adolescência têm sido alvo de diversas investigações, devido à importância de identificar os factores que promovem o bem-estar nos jovens. Também nos últimos anos a investigação científica tem mostrado que escrever sobre um acontecimento emocionalmente significativo traz benefícios para os indivíduos ao nível da saúde mental, saúde física, bem-estar e crescimento pessoal. No entanto, a maioria dos estudos sobre a escrita expressiva têm-se centrado sobretudo na escrita sobre acontecimentos negativos, e apenas poucas investigações incluem a escrita sobre acontecimentos de vida positivos. Assim, a presente investigação pretende explorar o impacto que a escrita expressiva sobre acontecimentos de vida (positivos e negativos) tem no bem-estar subjectivo de adolescentes. Além disso, pretende também averiguar sobre que temáticas os adolescentes escrevem e explorar os seus hábitos de escrita, assim como se a tarefa de escrita teve ou não um impacto positivo. Neste sentido, o presente estudo convidou 88 adolescentes, com idades compreendidas entre os 15 e 19 anos a escreverem em 3 condições distintas: sobre um problema que enfrentaram (n=29), um momento especial em que se sentiram orgulhosos (n=31) ou sobre a condição de controlo (n=27). Para avaliar o bem-estar subjectivo foi aplicada da Escala de Satisfação Com a Vida (ESCV) (Neto, 1993) e Escala de Afectos Positivos e Afectos Negativos (PANAS) (Watson, Clark, & Tellegen, 1988) antes e depois do exercício de escrita. Para avaliar os hábitos de escrita e o impacto da tarefa aplicou-se um questionário construído para o efeito. Os dados foram interpretados recorrendo-se a metodologias de análise qualitativa e quantitativa. Os resultados sugerem que ocorrem diferenças significativas no componente afectivo do bem-estar nos participantes que escreveram sobre um momento especial em que se sentiram felizes ou orgulhosos, com a diminuição do afecto negativo e o aumento do afecto positivo. De uma maneira geral, os adolescentes do estudo gostam moderadamente de escrever, mas não costumam faze-lo habitualmente e relatam que a experiência de escrita foi moderadamente positiva. São discutidas as implicações para a psicoterapia e bem-estar.
In the last decades, the concept of both adolescence and well-being have been the aim of several investigations due to the importance of identifying factors that will promote well-being between young people. Also, in recent years, scientific research has shown that writing about a significant emotionally event brings benefits to individuals in terms of mental and physical health, well-being and personal growth. However, almost all studies of expressive writing have focused primarily on writing about negative events, and just a few researches included writing about positive life events. Moreover, this study aims to explore what the impact of expressive writing about positive and negative life events have on the adolescents’ subjective well-being. Therefore, the present study intends to find out about the issues adolescents write about and their writing habits, as well as if it has any positive effect of the act of writing itself. For this study 88 adolescents were invited, with the ages between 15 and 19 years old, to write about three different conditions: one’s problem (n = 29), a special moment when they felt proud of themselves (n = 31) or about a control’s condition (n = 27). To access subjective well-being the Satisfaction With Life Scale (SWLS) (Neto, 1993) and the Positive and Negative Affect Schedule (PANAS) (Watson, Clark, & Tellegen, 1988) were applied before and after the writing exercise. To evaluate the writing habits and the impact of the task a questionnaire, specially constructed for this purpose, was also applied. The data were analyzed using qualitative and quantitative methods. The results suggested that significant differences occur in the affective component of well-being in participants who wrote about a special moment when they felt happy or proud of themselves, with the decrease of negative affect and increased positive affect. Generally, adolescents in the study like to write moderately, but not usually do it regularly and report that the experience of writing was moderately positive. Implications for psychotherapy and well-being are discussed in this study.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde, Núcleo de Psicoterapia Cognitiva-Comportamental e Integrativa), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2012
URI: http://hdl.handle.net/10451/6889
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie040137_tm.pdf2,14 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.