Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/6895
Título: Stress parental em mães de etnias africana e lusa
Autor: Dinis, Quintinha João
Orientador: Santos, Salomé Vieira, 1959-
Palavras-chave: Parentalidade
Stress parental
Etnias - África
Teses de mestrado - 2012
Data de Defesa: 2012
Resumo: O presente estudo tem três objectivos principais: (1) analisar se ocorrem diferenças no stress parental experimentado por mães de etnias africana e lusa com filhos de idades compreendidas entre os 5 e 10 anos; (2) explorar, nos dois grupos de mães, a relação do stress parental com a presença/ausência de problemas de comportamento na criança (perspectiva materna); (3) analisar a relação do stress parental com variáveis sociodemográficas referentes às mães (idade, número de filhos, escolaridade, estado civil, tipo de família e situação profissional) e à criança (sexo, idade e escolaridade), em ambos os grupos. Participaram no estudo 60 mães distribuídas por dois grupos: Grupo 1 (Africanas; N=30) e Grupo 2 (Lusas; N=30). O stress parental foi avaliado através do Índice de Stress Parental (Abidin & Santos, 2003). Construiu-se ainda uma Ficha para recolha de informação sociodemográfica e relativa à família e às crianças-alvo. Os resultados mostraram que as mães de etnia africana, comparativamente com as de etnia lusa, apresentam níveis mais elevados de stress parental associado com as características da criança (Domínio da Criança e subescalas Distracção/Hiperactividade, Reforço aos Pais e Aceitação), diferenciando-se ainda os grupos na Escala Stress de Vida. No Grupo 2 ocorreu uma relação significativa entre a presença de problemas de comportamento na criança e o stress parental (Domínio da Criança), associando-se este ainda com a escolaridade da mãe. Por sua vez, no Grupo 1 verificou-se que as mães que pertencem a famílias de tipo não-nuclear (e.g., monoparental, reconstruída) referem níveis mais altos de stress associados às suas próprias características (Domínio dos Pais). Neste grupo obtiveram-se ainda relações significativas e negativas da Idade e Escolaridade da criança com o Domínio dos Pais e com subescalas específicas deste Domínio.
The present study has three main objectives: (1) to analyze whether differences occur in parenting stress experienced by mothers of African and Lusitanian ethnicities of children aged between 5 and 10 years; (2) to explore, in both groups of mothers, the relationship of parenting stress with the presence/absence of behavioral problems in the child (maternal perspective); (3) to analyze the relationship of parenting stress with socio-demographic variables referring to the mothers (age, number of children, educational level, marital status, family type and professional situation) and the child (gender, age and schooling) in both groups. 60 mothers divided into two groups participated in the study: Group 1 (African; N = 30) and Group 2 (Lusitanian; N = 30). Parenting stress was assessed by the Parenting Stress Index (Abidin & Santos, 2003). A Form was also constructed for collecting socio-demographic, family and target children information. The results showed that mothers of African ethnicity, compared with those of Lusitanian ethnicity, display higher levels of parenting stress associated with the child’s characteristics (Child’s Domain and subscales Distraction/Hyperactivity, Reinforcing Parent and Acceptance), and differ in the Life Stress Scale. In Group 2 there was a significant relationship between the presence of behavioral problems in the child and parenting stress (Child’s Domain), the latter furthermore associated with the mother’s educational level. In Group 1 mothers belonging to families of a non-nuclear type (e.g., single parent, stepfamily) reported higher levels of stress associated with their own characteristics (Parents’ Domain). In this group significant and negative relations between the age and schooling of the child with the Parents’ Domain and related specific subscales were also obtained.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicologia Clínica Dinâmica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2012
URI: http://hdl.handle.net/10451/6895
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie040127_tm.pdf791,12 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.