Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação (FPCE) >
FPCE - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/703

Título: Satisfação conjugal, afectividade e proximidade ao cônjuge : diferenças entre casais com filhos e sem filhos e ao longo dos anos de relação
Autor: Benkovskaia, Inês Vieira
Orientador: Narciso, Isabel, 1962-
Palavras-chave: Psicologia da família
Satisfação conjugal
Casais
Teses de mestrado
Issue Date: 2008
Resumo: O presente estudo avalia as relações existentes entre a satisfação, a afectividade e a proximidade conjugais em adultos com filhos e sem filhos e ao longo do tempo de relação conjugal. O estudo baseia-se numa amostra de 652 indivíduos, com idades compreendidas entre os 20 e os 70 ou mais anos, seleccionados em diversas regiões de Portugal. A recolha dos dados realizou-se através de um questionário com dados sócio-demográficos e de três escalas avaliativas das três dimensões em estudo - nomeadamente a EASAVIC (Narciso e Costa, 1996), o A&QIR-S (Moreira, 2003) e a IOS (Aron, Aron e Smollan, 1992). As diferenças ao nível das três dimensões em adultos com filhos e sem filhos e ao longo do tempo de relação conjugal são também analisadas. Conclusões principais: adultos sem filhos e adultos com um tempo de relação conjugal de 0/2-4 anos estão mais satisfeitos, mais afeiçoados e mais próximos do cônjuge. O resultado da associação entre as três dimensões em estudo é positivo.
The present study addresses the relation between (the level of) satisfaction, the "affectivity" and the "conjugal proximity" (conjugal closeness) in adults with or without children, and in the course of a conjugal relationship. This study is based in a sample of 652 individuals, between 20 and 70 or more yearsold, from varied regions of Portugal. Data was obtained by applying inquiries - one of it, provided socio-demographic and three assessment scales of the three dimensions in study - namely EASAVIC (Narciso & Costa, 1996), A&QIR-S (Moreira, 2003) and IOS (Aron, Aron & Smollan, 1992). The differences between the three dimensions in adult with or without children and in the course of a conjugal relationship are also analysed. Main conclusions: adults without children and adults in a relationship of 0/2-4 years are more satisfied, positively attached and more closed to spouses. The association of the three dimensions in study is positive.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicologia Clínica Sistémica), 2008, Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10451/703
Appears in Collections:FPCE - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
17630_CAPA_DA_MONOGRAFIA_F.ROSTO_RESUMOS_E_AGRA.pdf96,74 kBAdobe PDFView/Open
17631_MONOGRAFIA.pdf386 kBAdobe PDFView/Open
17632_ANEXOS_E_APENDICES.pdf1,23 MBAdobe PDFView/Open

Please give feedback about this item
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia