Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação (FPCE) >
FPCE - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/703

Título: Satisfação conjugal, afectividade e proximidade ao cônjuge : diferenças entre casais com filhos e sem filhos e ao longo dos anos de relação
Autor: Benkovskaia, Inês Vieira
Orientador: Narciso, Isabel, 1962-
Palavras-chave: Psicologia da família
Satisfação conjugal
Casais
Teses de mestrado
Issue Date: 2008
Resumo: O presente estudo avalia as relações existentes entre a satisfação, a afectividade e a proximidade conjugais em adultos com filhos e sem filhos e ao longo do tempo de relação conjugal. O estudo baseia-se numa amostra de 652 indivíduos, com idades compreendidas entre os 20 e os 70 ou mais anos, seleccionados em diversas regiões de Portugal. A recolha dos dados realizou-se através de um questionário com dados sócio-demográficos e de três escalas avaliativas das três dimensões em estudo - nomeadamente a EASAVIC (Narciso e Costa, 1996), o A&QIR-S (Moreira, 2003) e a IOS (Aron, Aron e Smollan, 1992). As diferenças ao nível das três dimensões em adultos com filhos e sem filhos e ao longo do tempo de relação conjugal são também analisadas. Conclusões principais: adultos sem filhos e adultos com um tempo de relação conjugal de 0/2-4 anos estão mais satisfeitos, mais afeiçoados e mais próximos do cônjuge. O resultado da associação entre as três dimensões em estudo é positivo.
The present study addresses the relation between (the level of) satisfaction, the "affectivity" and the "conjugal proximity" (conjugal closeness) in adults with or without children, and in the course of a conjugal relationship. This study is based in a sample of 652 individuals, between 20 and 70 or more yearsold, from varied regions of Portugal. Data was obtained by applying inquiries - one of it, provided socio-demographic and three assessment scales of the three dimensions in study - namely EASAVIC (Narciso & Costa, 1996), A&QIR-S (Moreira, 2003) and IOS (Aron, Aron & Smollan, 1992). The differences between the three dimensions in adult with or without children and in the course of a conjugal relationship are also analysed. Main conclusions: adults without children and adults in a relationship of 0/2-4 years are more satisfied, positively attached and more closed to spouses. The association of the three dimensions in study is positive.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicologia Clínica Sistémica), 2008, Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10451/703
Appears in Collections:FPCE - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
17630_CAPA_DA_MONOGRAFIA_F.ROSTO_RESUMOS_E_AGRA.pdf96,74 kBAdobe PDFView/Open
17631_MONOGRAFIA.pdf386 kBAdobe PDFView/Open
17632_ANEXOS_E_APENDICES.pdf1,23 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE