Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Psicologia (FP) >
FP - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/7269

Título: Linguistic modality effects in semantic processing in deaf individuals
Autor: Moita, Mara
Orientador: Nunes, Maria Vânia
Sebastião, Ana
Palavras-chave: Surdez
Modalidade (Linguística)
Processamento semântico
Linguagem gestual
Teses de mestrado - 2012
Issue Date: 2012
Resumo: This dissertation was developed in the context of semantic processing in deaf individuals. The main goal of this study was to explore linguistic modality effects on semantic processing in individuals with auditory sensory modality deprivation, i.e. deaf individuals. Sensory systems are essential in order to perceive and conceptualize our semantic knowledge about the world and how we interact with the environment. Despite neurological studies that report that changes in the neural complex compensate the absence of a given sensory modality, existing studies that focus on the assessment of semantic processing in deaf indviduals reveal low results of performance when compared with hearing individuals. Looking for the possible causes of this poor performance, it was verified that most existent studies analysing semantic processing in deaf individuals were performed using a written linguistic modality and not in the linguistic modality which is considered the most adequate to the sensory capabilities of the deaf, i. e. sign language. Therefore, an exploratory study was developed focused on linguistic modality effects in semantic processing in deaf individuals and in comparison with a control group represented by hearing individuals. To explore this new research proposal, three semantic tasks were developed which were comparatively analysed among three linguistic modalities (sign language, oral language and written language). The findings from this study suggest that there are significant effects from linguistic modality when semantic processing is performed between the two distinct modalities (sign and written linguistic modalities) used by the deaf individuals and also between the deaf group and hearing group (on sign, oral and written linguistic modalities). These results reveal the relevance of linguistic modality when studying semantic processing, providing evidence that semantic processing is effected by the kind of linguistic modality used.
Esta dissertação foi desenvolvida no âmbito do estudo do processamento semântico em sujeitos com perda ou privação da modalidade auditiva, ou seja, sujeitos surdos. O objetivo principal deste trabalho foi estudar os possíveis afeitos da modalidade linguística no processamento semântico em sujeitos surdos. Todo o nosso conhecimento semântico do mundo, na sua perceção, concetualização e interação, é concebido através a informação processada pelos sistemas sensoriais que dispomos. Apesar de estudos neurológicos demonstrarem que o cérebro humano em privação de uma modalidade sensorial adapta-se anatómica e funcionalmente para compensar a ausência de uma específica modalidade sensorial, investigações realizadas com sujeitos surdos têm demonstrado que estes obtêm resultados inferiores em tarefas de processamento semântico em comparação com sujeitos ouvintes. Numa análise das possíveis causas deste fraco desempenho, foi verificado que grande parte dos estudos foram executados na modalidade linguística escrita, e não na modalidade linguística que tem sido considerada adequada às capacidades sensoriais disponíveis em sujeitos surdos. Neste contexto, foi desenvolvido um estudo exploratório centrado na possível influência da modalidade linguística no processamento semântico entre sujeitos surdos e em comparação com sujeitos ouvintes. Numa abordagem diferente do que é encontrado nos estudos existentes, em que se questiona e se compara duas modalidades linguísticas distintas (gestual e escrita) em sujeitos surdos, foram desenvolvidas três tarefas semânticas comparavelmente analisáveis em três diferentes modalidades linguísticas (língua gestual, língua oral e língua escrita). Os resultados obtidos neste trabalho revelam diferenças significativas quando o processamento semântico é executado na modalidade linguística gestual e escrita entre sujeitos surdos e um desempenho semelhante em comparação com sujeitos ouvintes, quando ambos os grupos executam as tarefas nas modalidades linguísticas que lhes são naturais (língua gestual e língua oral). Os resultados encontrados revelam a importância da modalidade linguística no desempenho de tarefas semânticas.
Descrição: Tese de mestrado, Ciência Cognitiva, Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, Faculdade de Letras, Faculdade de Medicina, Faculdade de Psicologia, 2012
URI: http://hdl.handle.net/10451/7269
Appears in Collections:FP - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ulfpie042846_tm.pdf1,18 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE