Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Medicina (FM) >
FM - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/7337

Título: Validação de um algoritmo para identificação de Mycobacterium spp. no diagnóstico laboratorial
Autor: Rodrigues, Inês João dos Santos da Silva, 1972-
Orientador: Jordão, Luísa
Hänscheid, Thomas, 1964-
Palavras-chave: Algoritmos
Testes laboratoriais
Mycobacterium
Microbiologia
Teses de mestrado - 2012
Issue Date: 2012
Resumo: O aparecimento da pandemia do VIH na última década do século XX foi responsável pelo aumento do número de casos de tuberculose e também de infecções oportunistas por Micobactérias Não Tuberculosas (MNT) nesta população. O maior número de casos foi devido a infecções por micobactérias do complexo M. avium (MAC). Posteriormente, foi descrito que estas infecções eram frequentes noutros grupos da população que tinham em comum a existência de deficiências no sistema imunitário (e.g., transplantados, indivíduos com problemas do fórum oncológico). Paralelamente, começou a aumentar o número de MNT que eram consideradas como potenciais agentes etiológicos de infecções. Entre estas, salientamos o M. kansasii, M. abcessus, M. chelonae, M. malmoense e M. xenopi. Actualmente, as infecções por MNT são um grave problema de saúde pública, que afecta tanto os indivíduos imunodeprimidos como os imunocompetentes, cujo diagnóstico e tratamento são muito difíceis devido à elevada taxa de resistência aos fármacos actualmente disponíveis. Este facto conduz a uma situação paradoxal em que microrganismos classificados nas classes I e II sejam equiparados a microrganismos como o M. tuberculosis na sua vertente mais assustadora (estirpes multirresistentes). O primeiro passo para a resolução dos problemas levantados por estas infecções é a implementação de métodos de diagnóstico eficazes e rápidos. Estes devem permitir ao clínico não só implementar rapidamente uma terapêutica eficaz, como evitar a propagação das infecções a outros membros da comunidade. Este trabalho pretende ser um contributo para alcançar este objectivo. Para tal, identificámos de acordo com as directrizes vigentes, pelo menos dois métodos de biologia molecular e um método fenotípico, 54 estirpes de MNT (anos 2008-2009) pertencentes à colecção de estirpes bacterianas da Unidade de Micobactérias do Departamento de Doenças Infecciosas do INSA. Os resultados obtidos pelos diferentes métodos foram comparados de forma a avaliar a sua eficácia. A comparação dos três métodos (PRA-hsp65, sequenciação do hsp65 e do 16S rRNA), combinado com algumas características fenotípicas chave (tempo de crescimento e produção de pigmento), demonstraram que a correcta identificação de estirpes isoladas necessita da combinação de pelo menos dois métodos.
The last decade of the 20th century was marked by the appearance of the HIV pandemic. Together with this plague came not only the resurgence of tuberculosis but also the appearance of opportunistic infections due to nontuberculous mycobacteria (NTM) mainly by members of Mycobacterium avium complex (MAC). Later on these opportunistic infections were also often described in other groups of patients (e.g., organ transplanted and oncologic patients), which shared a compromised immune system. Concurrently, the number of NTM recognized as potential ethological agents of human diseases increased. Among these we highlight M. kansasii, M. abcessus, M. chelonae, M. malmoense and M. xenopi. Currently, NTM infections are an important health care problem, affecting both immunodepressed and immunocompetent individuals, with a difficult diagnose and treatment since NTM are highly resistant to the available drugs. This fact lead us to a paradoxical situation in which microorganisms rated as level 1 and 2, based on biohazard classification, represent a threat similar to Mycobacterium tuberculosis multidrug resistant strains. The first step to overcome this problem is the implementation of fast and efficient diagnosis methods. This will enable the physician to diagnose and rapidly implement a therapeutical scheme in order to treat the patient and prevent the spread of the disease within the community. The present work intends to be a step forward to the achievement of this goal. In the present work 54 NTM strains from the INSA, Infection Diseases Department bacterial collection (years 2008-2009) were identified at least by two molecular biology methods following accepted guidelines. The results rendered by three different methods (PRA-hsp65, 16S rRNA and hsp65 sequention) were compared in order to analyze their performance in NTM identification. The main conclusion drawn from this work is that the correct identification of a NTM can only be achieved by the combination of at least two different methods. Usually is necessary to combine genotyping methods with the analysis of key phenotypic characteristics.
Descrição: Tese de mestrado, Microbiologia Clínica, Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa - 2012
URI: http://hdl.handle.net/10451/7337
Appears in Collections:FM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
660144_Tese.pdf2,82 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE