Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Medicina (FM) >
FM - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/7339

Title: Avaliação de conhecimentos dos enfermeiros sobre medidas farmacológicas e não farmacológicas no controlo da dispneia
Authors: Almeida, Inês Loução de, 1984-
Advisor: Cotrim, Hortense Maria Tavares Simões, 1961-
Barbosa, António, 1950-
Keywords: Dispneia
Farmacologia
Enfermeiros
Assistência paliativa
Cuidados paliativos
Teses de mestrado - 2012
Issue Date: 2012
Abstract: A dispneia é caracterizada pela subjetividade da respiração desconfortável causada por fatores físicos, psíquicos, sociais e espirituais e a sua incidência tende a aumentar à medida que a doença progride. Este sintoma angústia o doente, a família e até mesmo os profissionais de saúde. O tratamento da dispneia pode ser feito em duas linhas, as medidas farmacológicas que englobam a terapêutica (opióides, broncodilatadores, corticoides, xantinas, diuréticos, benzodiazepinas, antimuscarínicos e psicotrópicos) e a utilização de oxigenioterapia e ventilação não invasiva. Em relação às medidas não farmacológicas podemos considerar as medidas gerais que auxiliam no alívio da dispneia e fisioterapia e cinesiterapia respiratória, musicoterapia, aromaterapia, reiki, massagem terapêutica, técnicas de relaxamento e shiatsu. O objetivo deste estudo é avaliar o conhecimento dos enfermeiros dos serviços de cuidados paliativos e medicina, no que concerne à utilização de medidas farmacológicas e não farmacológicas no controlo da dispneia. Método: Trata-se de um estudo quantitativo descritivo e comparativo, que analisa as respostas a um questionário preenchido anonimamente pela população alvo. Resultados: Para os 107 enfermeiros abrangidos pelo presente estudo procedemos à análise demográfica da população. Num segundo tempo, analisa-se a totalidade da amostra e depois comparam-se as respostas dadas entre serviços. Nas medidas farmacológicas os enfermeiros do serviço de medicina apresentam um valor significativamente mais baixo comparativamente com os enfermeiros do serviço de cuidados paliativos, em algumas medidas, nomeadamente nas medidas opióides (ρ = 0,001), broncodilatadores (ρ = 0,018) e benzodiazepinas / psicotrópicos (ρ = 0,01). No conjunto total das medidas farmacológicas verificamos que o valor da média das respostas dos enfermeiros do serviço de cuidados paliativos (3,76) é significativamente superior (ρ = 0,000) ao valor da média dos enfermeiros do serviço de medicina (3,39). Para as medidas não farmacológicas, os enfermeiros do serviço de medicina (3,68) apresentam um valor da média significativamente mais baixo (ρ = 0,019) comparativamente com os enfermeiros do serviço de cuidados paliativos (3,99). Verificámos ainda diferenças estatísticas significativas nas medidas gerais (ρ = 0,00) e reiki (ρ = 0,007). Conclusão: Com este estudo podemos concluir que os enfermeiros apresentam um nível considerável de conhecimentos a nível das medidas farmacológicas e não farmacológicas, mas os enfermeiros que trabalham em cuidados paliativos têm maiores conhecimentos nas medidas farmacológicas e não farmacológicas, quando comparados com enfermeiros que exercem funções no serviço de medicina.
Dyspnea can be described as uncomfortable breathing caused by physical, psychological, social and spiritual factors and its incidence tends to increase as the illness progresses. This symptom anguishes the patient, the doctor, the family and even the medical professionals. The treatment of dyspnea can be done in two ways, the pharmacological measures, which include therapeutics (opioids, bronchodilators, corticosteroids, xanthine, diuretics, benzodiazepines, antimuscarinic and psychotropic drugs) and the use of oxygen therapy and non-invasive ventilation. Concerning the non-pharmacological measures, we can consider general measures that help relieve dyspnea and physiotherapy and respiratory kinesiotherapy, music therapy, aromatherapy, reiki, therapeutic massage, relaxing techniques and shiatsu. The purpose of this study is to assess the knowledge of nurses working in palliative care and medicine services, concerning the use of pharmacological and nonpharmacological measures in controlling dyspnea. Method: It is a quantitative descriptive and comparative study that analyses the answers to a quiz anonymously completed by the target statistical population. Results: Given a sample of 107 nurses included in this study, we proceed to the demographic analysis of the statistical population. Subsequently, we analyse the sample and then we compare the answers between services. Pharmacological measures in the service of medicine have a lower value compared with nurses in palliative care service, in some measures, including opioids (ρ = 0.001), bronchodilators (ρ = 0.018) and benzodiazepines / psychotropic ( ρ = 0.01). In the total of pharmacological measures found that the average value of the responses of nurses in palliative care (3.76) is slightly higher (ρ = 0.000) than the mean value of the service of medicine (3.39). For non-pharmacological measures nurses, medical service (3.68) have a lower mean value (ρ = 0.019) compared with the nurses of the palliative care (3.99). We also verified statistically significant differences in general measures (ρ = 0.00) and reiki (ρ = 0.007). Conclusion: With this study we can conclude that nurses present a fair degree of knowledge concerning the pharmacological and the non- harmacological measures, but the nurses in Palliative care have a higher degree of knowledge in the nonpharmacological measures.
Description: Tese de mestrado, Cuidados Paliativos, Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa, 2012
URI: http://hdl.handle.net/10451/7339
Appears in Collections:FM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
660136_Tese.pdf5.24 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE