Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação (FPCE) >
FPCE - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/740

Título: Burnout e percepção do absentismo em trabalhadores do sector bancário : contributos do modelo das exigências-recursos do trabalho
Autor: Roque, João Diogo
Orientador: Pinto, Alexandra Marques, 1963-
Palavras-chave: Psicologia dos recursos humanos
Absentismo
Burnout
Teses de mestrado
Issue Date: 2008
Resumo: Esta investigação visa estudar a percepção do absentismo dos trabalhadores do sector bancário e sua relação com variáveis de stress e strain ocupacionais. O modelo das exigências-recursos do trabalho (JD-R) e utilizado para estudar as exigências(exigências do trabalho e conflito trabalho-familia) e recursos (latitude de decisão e estratégias de coping), seu impacto no burnout e no absentismo percebido pelos trabalhadores e ainda o papel mediador do burnout na relação entre as exigências e o absentismo percebido. A amostra constituiu-se de 59 empregados do BES, provenientes de 3 dos departamentos com maior taxa de absentismo. Analisamos o efeito de três grupos de variáveis preditoras (variáveis demográficas; exigências; e recursos) sobre as dimensões centrais do burnout (exaustão e cinismo), de acordo com as previsões do modelo JD-R. Postulamos um modelo hierárquico para o teste de hipóteses, recorrendo a análise de regressão múltipla. As evidencias suportam as hipóteses: quanto maior o nível de exigências maior o nível de exaustão registado pelos sujeitos; quanto menor o nível de recursos disponíveis maior e o nível de exaustão; quanto maior o nível de exigências maior o nível de cinismo; e quanto menor o nível de recursos disponíveis maior o nível de cinismo. Verificou-se também que a relação com as exigências foi mais forte para a exaustão do que para o cinismo. Porem, a relação com os recursos foi mais forte para a exaustão do que para o cinismo, ao contrario do hipotetizado. A hipótese de mediação não recebeu suporte dos resultados. Paralelamente, examinamos a percepção dos sujeitos relativamente a auto-estimativas de absentismo, e comparações subjectivas dessas mesmas auto-estimativas com a media do absentismo dos colaboradores de outros departamentos da empresa, e a percepção de validade de vários motivos para ausentarem-se ao trabalho. São discutidas questões futuras de investigação que con
This study examined the perception of absenteeism of bank employees and its relationship with variables of occupational stress and strain. We use the model of job demands-resources (JD-R) to study the demands (job demands and work-family conflict) and resources (decision latitude and coping strategies), its impact on burnout and on the perception of absenteeism by workers and the mediating role of burnout in the relationship between demands and perception of absenteeism. The sample was composed of 59 bank employees of BES, from 3 of the departments with the highest rate of absenteeism. We examined the effect of three groups of predictive variables (demographic, demands and resources variables) on the key aspects of burnout (exhaustion and cynicism), in line with forecasts of the model JD-R. We adopted a hierarchical model for the testing of hypotheses, using the multiple regression analysis. The results support the hypotheses: as higher the demands level, higher the level of exhaustion registered by the subject; as lower the level of resources available, higher the level of exhaustion; as higher the demands level, higher the level of cynicism; and as lower the level of resources available, higher the level of cynicism. It also appeared that the relationship with the demands was stronger for exhaustion than for the cynicism. However, the relationship with the resources was stronger for the exhaustion than for the cynicism, unlike the hypothesized. The mediation hypothesis was also not support by the results. In addition, we examined the perception of the subjects for self-estimates of absenteeism, and comparisons of these subjective selfestimates with the average absenteeism of employees in other departments of the company, and the perception of validity of several reasons to meet or unattended to the work. Some issues are discussed for future research.
Descrição: Tese de mestrado integrado em Psicologia (Secção de Psicologia dos Recursos Humanos, do Trabalho e das Organizações), apresentada à Universidade de Lisboa através da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, 2008
URI: http://hdl.handle.net/10451/740
Appears in Collections:FPCE - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
17390_tese_mestrado_joaoroque2008.pdf819,65 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia