Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/7650
Título: Evolução das respostas à prova ¨Era uma vez¨, em função da idade
Autor: Capinha, Inês Maria Pereira
Orientador: Gonçalves, Bruno, 1950-
Palavras-chave: Prova projectiva "Era uma vez..."
Ansiedade
Desenvolvimento infantil
Crianças em idade escolar
Teses de mestrado - 2012
Data de Defesa: 2012
Resumo: A prova “Era uma vez…” (Fagulha, 1997/2002) é uma prova projectiva, destinada a crianças dos 5 aos 11 anos de idade, de completamento de histórias do tipo “banda desenhada”. Estas histórias apresentam situações quotidianas, duas geradoras de prazer, e cinco geradoras de ansiedade. Os dados normativos (Fagulha, 1997/2002) para a prova são compostos por quatro grupos: 5 anos, 6 a 8 anos, 9 anos e 10 – 11 anos de idade. Pires (2001) descreveu quatro modalidades para lidar com a ansiedade, que podem ser obtidas através da análise de respostas à prova. O presente estudo utilizou uma amostra de 400 crianças, dos 5 aos 11 anos. Os objectivos passam por estudar o padrão de respostas (1) na categoria da cena na posição, relativos aos diversos cartões e (2) nas estratégias de elaboração da ansiedade. Pela primeira vez, as respostas de crianças de 6, 7 e 8 anos foram analisadas separadamente, permitindo uma verificação clara na evolução das respostas. No global, a tendência é que as crianças mais velhas reconheçam o sentimento de ansiedade, quando suscitado pela história, encontrando estratégias mais adaptativas, que são descritas por uma maior escolha de cenas de Realidade e Fantasia para terminar as narrativas, assim como uma maior frequência de Estratégias com Equilibração Emocional.
The “Once upon a time…” test (Fagulha, 1997/2002), is a projective test, aimed at children from 5 to 11 years of age. It consists of a completion task of stories like “comics”. These stories present daily life situations, two of them generating pleasure, and five generating anxiety. Normative data (Fagulha, 1997/2002) to the test are aimed to the following age groups: 5 years, 6 to 8 years, 9 years and 10 to 11 years old. Pires (2001) described four methods to deal with the anxiety that may be obtained by analyzing responses to the “Once upon a time…” test. This study examined the answers of 400 children to this test. The age of the participants ranged from 5 to 11 years old. The objectives are understand the answers pattern to the test (1) by category of scene in the position and (2) development strategies of anxiety. For the first time, the responses of children aged 6, 7 and 8 years were analyzed separately, and it was noticeable a small trend in the answers given by different ages. Overall, the tendency is that older children recognize feelings of anxiety when it is raised by the story, finding more adaptive strategies for the resolution of the narrative, which are described by a greater choice of scenes of Reality and Fantasy to complete narratives, as well as a higher frequency of Strategies with Emotional Balance.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicologia Clínica Dinâmica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2012
URI: http://hdl.handle.net/10451/7650
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie042943_tm.pdf852,78 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.