Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/7655
Título: A sintomatologia depressiva e a religiosidade na meia-idade feminina
Autor: Toste, Carla Patrícia Scherer
Orientador: Gonçalves, Bruno, 1950-
Palavras-chave: Depressão (psicologia)
Religiosidade
Mulheres - psicologia
Teses de mestrado - 2012
Data de Defesa: 2012
Resumo: Com base em estudos portugueses que procuraram encontrar a existência de relações entre a religião e a saúde mental e outros que estudaram a sintomatologia depressiva em mulheres de meia-idade, procurou-se relacionar a religiosidade, práticas e orientação religiosa, e a sintomatologia depressiva em mulheres de meia-idade, com diferentes estatutos de menopausa. O estudo teve como objectivo principal verificar as relações entre a depressão e a religiosidade em mulheres de meia-idade, com diferentes estatutos em relação a menopausa. A amostra estudada foi uma amostra compósita, de 137 participantes. A cada sujeito foram aplicados: Questionário sociodemográfico; Questionário sobre práticas religiosas; Questionário sobre o estatuto da menopausa; Escala de Depressão do Centro de Estudos Epidemiológicos (C.E.S. - D; Gonçalves & Fagulha, 2004) e Escala de Orientação Religiosa - R (Linares, R. 2009; versão portuguesa). O questionário sobre prática religiosa deu origem a uma escala de prática religiosa com itens muito correlacionados entre si. O aspecto inovador deste trabalho foi o estudo da relação entre os estatutos da menopausa e a religiosidade, encontrando resultados que indicam um aumento significativo de orientação religiosa nas mulheres consoante a evolução do seu processo de menopausa, excepto naquelas que apresentam orientação religiosa extrínseca ”outros”, uma religiosidade mais madura e profunda. Confirma-se a relação negativa entre prática religiosa e sintomatologia depressiva. Ao nível da menopausa, encontram-se diferenças na sintomatologia depressiva consoante passagem pelas etapas da menopausa em mulheres que têm habilitações académicas abaixo do 9.º ano ou rendimentos considerados insuficientes. Também foram encontradas relações entre a sintomatologia menopáusica e a sintomatologia depressiva. Verifica-se impacto de variáveis sociodemográficas na religiosidade, assim como na depressão e na menopausa. O tamanho da amostra, a importância de poder comparar amostras clínicas e não clínicas na menopausa e a necessidade de distinguir o impacto da idade e da menopausa foram considerados aspectos a desenvolver.
Based in Portuguese studies that sought to find the existence of relations between religion and mental health, and others that have studied depressive symptoms in middle-aged women, we tried to relate religiosity, religious orientation and practices, and depressive symptomatology in middl- aged women with different statutes of menopause. The study's main goal was to examine relationships between depression and religiosity in middle-aged women, with different statutes regarding menopause. The sample under study was a composite sample of 137 participants. To each subject was applied: Sociodemographic Questionnaire, Questionnaire on religious practices; Questionnaire on the status of menopause; Depression Scale of the Center for Epidemiologic Studies (CES - D; Gonçalves & Spark, 2004) and Religious Orientation Scale - R (Linares, R. 2009, Portuguese version). The questionnaire on religious practice gave rise to a scale of religious practice with highly correlated items. The innovative aspect of this work was the study of the relationship between menopause status and religiosity, leading to results that indicate a significant increase of religious orientation in women according to the evolution of their menopause process, except in those with extrinsic "other "religious orientation, a more mature and profound religiosity. The negative relationship between religious practice and depressive symptomatology is confirmed. In terms of menopause, there are differences in depressive symptomatology depending on passage through the stages of menopause in women who have academic qualifications below 9th grade or income deemed insufficient. It was also found relationship between menopausal symptomatology and depressive symptomatology. There is impact of sociodemographic variables on religiosity, and also in depression and menopause. The sample size, the importance of being able to compare clinical and nonclinical samples on menopause and the need to distinguish the impact of age and menopause were aspects considered to be developed.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicologia Clínica Dinâmica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2012
URI: http://hdl.handle.net/10451/7655
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie042949_tm.pdf957,34 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.