Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/7702
Título: Apoio a pais e docentes de alunos com multideficiência:conceção e desenvolvimento de um ambiente virtual de aprendizagem
Autor: Nunes, Maria Clarisse Alexandrino, 1963-
Orientador: Miranda, Guilhermina Lobato, 1956-
Oliveira, Isabel Maria Rodrigues do Amaral
Palavras-chave: Teses de doutoramento - 2013
Data de Defesa: 2013
Resumo: Este estudo analisou o papel que as tecnologias educativas podem desempenhar na educação de crianças e jovens com multideficiência. Teve como objeto de estudo a conceção e desenvolvimento de um Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) para apoio a pais e docentes destas crianças e jovens. Procurou saber como é que as ferramentas da Web 2.0, sobretudo o Software Social, podem ser usadas para apoiar pais e docentes, estudando soluções que contribuam para melhorar as práticas destes responsáveis pela educação de crianças e jovens com multideficiência. Foi utilizada a abordagem Design Research por ser adequada para estudar problemas complexos observados na prática educativa, por tornar possível criar soluções que contribuem para melhorar a situação educativa e por possibilitar estudar o fenómeno em profundidade no contexto natural, de forma indutiva e holística. O AVA foi criado com recurso à plataforma Ning. No estudo participaram 15 pais e 30 docentes de alunos que frequentavam 13 unidades de apoio especializado à educação de alunos com multideficiência. A recolha dos dados foi efetuada recorrendo ao uso de entrevistas, questionários, análise documental, observação e à pesquisa através da comunicação mediada por computador. Para estudar esses dados utilizámos a análise de conteúdo e a análise de redes sociais. O estudo evidenciou que as ferramentas tecnológicas, a gestão do AVA e a participação foram dimensões determinantes para a criação e desenvolvimento do ambiente virtual e que a flexibilidade das ferramentas usadas impulsionou a criação de um ambiente estimulador de uma multiplicidade de experiências, constituindo-se como um novo contexto informal de aprendizagem, ao possibilitar a partilha de experiências e a construção de saberes sobre multideficiência. Evidenciou também a existência de uma realidade plural observando-se diferentes níveis de participação, sendo esta mais efetiva por parte dos docentes, a qual registou progressos ao longo do tempo. Os participantes mais ativos assumiram atitudes de “criador” e “crítico” e os mais passivos atitudes de: “colecionador”, “espetador” e “inativo”. Daqui emergiram distintos tipos de comunidades virtuais: de interesse, de participação e de aprendizagem. O estudo apontou ainda que as potencialidades do Software Social não são exploradas da mesma forma por todos os participantes, pelo que as suas propriedades são ativadas pelo uso que estes lhe dão.
This study analyzed the role that educational technology can play in the education of children and youth with multiple disabilities. The object of study is the conception and development of a Virtual Learning Environment (VLE) to support parents and teachers of these children and youth. We wanted to analyze how the Web 2.0 tools, particularly the Social Software, can be used to support parents and teachers of the children and youth with multiple disabilities, by studying solutions that improve their practices. A Design Research approach was used as an appropriate way for studying complex problems from educational practice, making it possible to create solutions that improve the educational situation, and allow studying the phenomenon in depth in the natural context, inductively and holistically. The VLE was created using the Ning platform. The study involved 30 teachers and 15 parents of students attending 13 special units for learners with multiple disabilities. Data collection was performed using standardized interviews, questionnaires, document analysis, observation, and research through computer-mediated communication. We used content analysis and social network analysis to study these data. The study showed that the technological tools, the management of the VLE and the participation dimensions were crucial to the creation and development of the virtual environment. It also showed that the flexibility of the tools used led to the creation of a stimulating environment for a multitude of experiences, establishing itself as a new context of informal learning, enabling the sharing of experiences and knowledge building about multiple disabilities. Teacher’s participation showed a progress over time and could be described according to its effectiveness. The most active participants assumed attitudes of ‘creator’ and ‘critical’, and the more passive attitudes of ‘collector’, ‘spectator’ and ‘inactive’, leading to three different types of virtual communities of interest, participation and learning. The study also showed that not all participants used the Social Software in the same way, therefore leading to software properties being more or less activated depending on its use by the participants.
Descrição: Tese de doutoramento, Educação (Tecnologias de Informação e Comunicação na Educação), Universidade de Lisboa, Instituto de Educação, 2013
URI: http://hdl.handle.net/10451/7702
Aparece nas colecções:IE - Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulsd064599_td_tese.pdf4,54 MBAdobe PDFVer/Abrir
ulsd064599_td_indice_anexos.pdf273 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.