Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/7796
Título: Processos subjacentes às inferências e transferências espontâneas de traço
Autor: Nunes, Catarina Costa Gervásio Neves
Orientador: Marques, Leonel Garcia, 1958-
Palavras-chave: Inferências
Teses de mestrado - 2012
Data de Defesa: 2012
Resumo: Na literatura de inferências sociais, os efeitos de Inferência Espontânea de Traço (IET) e Transferência Espontânea de Traço (TET) têm sido amplamente verificados. Estes efeitos ocorrem quando partir de uma descrição comportamental é inferido um traço e esse traço é associado a um actor (IET) ou a um sujeito aleatório (TET). Os mecanismos subjacentes a estes efeitos estão ainda por esclarecer: a TET, pela sua natureza, terá por base processos associativos simples, já a IET poderá ter uma natureza atribucional ou ser também um processo meramente associativo. O presente estudo pretendeu esclarecer esta problemática, com recurso ao paradigma dos falsos reconhecimentos e do procedimento de dissociação de processos (PDP), para estimar os contributos automáticos e controlados para IETs e TETs. Os resultados não encontraram diferenças ao nível do componente controlado, sendo o componente automático superior para o caso das IETs, o que vai no sentido oposto de estudos anteriores para a definição da natureza de cada um dos fenómenos. Os resultados encontrados poderão indicar que a análise de falsos reconhecimentos mediante a aplicação do PDP possa conduzir a enviesamentos. Para tentar esclarecer sobre a natureza atribucional das IETs, é proposta uma investigação recorrendo ao paradigma dos falsos reconhecimentos e incluindo inferências instrumentais (não atribucionais). Caso as IETs sejam de facto um processo atribucional não deverá haver associação dos instrumentos com o actor, apenas com os sujeitos aleatórios.
Spontaneous Trait Inference (STI) and Spontaneous Trait Transference (STT) are two effects that have been widely verified in social inferences investigation. These effects occur when subjects infer a personality trait from a behavioral description and this trait becomes associated with an actor (STI) or a random person (STT). The mechanisms underlying these effects are still uncertain, although previous research has suggested that STT is a simple associative effect whereas STI may be either an attributional or associative one. The present investigation and was designed to estimate the automatic and controlled processes in both STI and STT, using the False Recognition Paradigm and the Process Dissociation Procedure (PDP). Results have shown no differences in the controlled processes for both effects, while automatic processes were higher in STI that STT, contrarily to what had previously been suggested. These findings may indicate that applying the PDP to the false recognition paradigm may bias the results. Further research is suggested to explore the attributional nature of STI, including in the False Recognition Paradigm a non attributional type of inferences – instrumental inferences. If STI is an attributional effect, instruments must not be associated with the actor, only with the random photo.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Cognição Social Aplicada), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2012
URI: http://hdl.handle.net/10451/7796
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie043034_tm.pdf244,88 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.