Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/7808
Título: Perceção de barreiras na carreira e identidade vocacional em adultos
Autor: Prazeres, Joana Moita
Orientador: Barros, Alexandra Figueiredo de, 1961-
Palavras-chave: Identidade vocacional
Desenvolvimento da carreira
Teses de mestrado - 2012
Data de Defesa: 2012
Resumo: Tendo como pano de fundo a perspetiva sociocognitiva e desenvolvimentista da carreira principalmente no período da adultez, a presente investigação tem como objetivo estudar a perceção de barreiras na carreira e também a identidade vocacional, numa amostra de formandos de Centros de Novas Oportunidades e de alunos do 1º ano do ensino universitário (N=193), da região de Lisboa. Neste sentido, aplicou-se o Inventário de Barreiras na Carreira (IBC) desenvolvido por Swanson e Tokar (1991a), adaptado para a população portuguesa por Prof. Doutor Paulo Cardoso da Universidade de Évora e ainda a My Vocational Situation desenvolvida por Holland, Daiger e Power (1980, na versão adaptada por Silva, 1997). Os resultados evidenciaram boas características psicométricas do IBC. No que se refere à perceção de barreiras na carreira, verifica-se que os sujeitos universitários do ensino regular têm, em média, maior perceção de barreiras na carreira do que os sujeitos que frequentam os CNO´s. Relativamente ao género, idade e ao tipo de ensino frequentado, foram também reveladas diferenças estatisticamente significativas. Em relação às diferenças de género, as mulheres identificam mais barreiras na carreira comparativamente aos homens. Relativamente à idade, a faixa etária dos 17-22 anos apresenta resultados superiores aos dos outros grupos etários de idade superior. Ao nível das escalas identidade vocacional e de barreiras também se verificam algumas diferenças significativas.
With the backdrop of the prospective socio-cognitive and developmental career mainly in the adulthood, this research aims to study the perception of barriers in career and also vocational identity, in a sample of graduates of Centers for New Opportunities and students of the 1st year of university education (N = 193), in area of Lisbon region. In this sense, we applied the Career Barriers Inventory (IBC) developed by Swanson e Tokar (1991a), adapted for the Portuguese population by Prof. Dr. Paulo Cardoso from Evora´s University and the My Vocational Situation developed by Holland, Daiger and Power (1980, in the version adapted by Silva, 1997). The results showed adequate psychometric characteristics of IBC. Regarding the perception of career barriers, it appears that regular education students have higher perception of career barriers than subjects who attend the CNO's. With regard to gender, age, the type of study attended, were revealed differences. Regarding gender differences, women identify more barriers in career compared to men. Regarding age, the age group of 17-22 years shows higher results than the average of other age groups over the age. At the level of vocational identity scales and barriers there are also found some significant differences.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia da Educação e da Orientação), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2012
URI: http://hdl.handle.net/10451/7808
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie043042_tm.pdf1,01 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.