Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/7833
Título: Padrões de distribuição da flora exótica em Cabo Verde: o papel dos factores antrópicos e ecológicos
Autor: Matos, Susana Cristina de Brito Correia de, 1978-
Orientador: Romeiras, Maria Manuel Cordeiro Salgueiro, 1968-
Branquinho, Cristina, 1967-
Palavras-chave: Flora
Ecologia de populações
Espécies exóticas
Biodiversidade
Cabo Verde
Teses de mestrado - 2012
Data de Defesa: 2012
Resumo: Dada a relevância a nível global do impacto da introdução de espécies exóticas, e tendo sido identificada uma grande escassez de estudos nesta área de investigação em Cabo Verde, pretendeu-se com este estudo actualizar a lista dos taxa exóticos naturalizados deste arquipélago, fornecendo dados sobre a sua distribuição, caracterização taxonómica e principais grupos funcionais. Com o objectivo de averiguar quais são os factores que influenciam os padrões de distribuição da flora exótica nestas ilhas, efectuaram-se correlações de Spearman entre o número de taxa exóticos e várias variáveis ambientais e antrópicas. Sendo conhecida a importância que os factores antrópicos têm na composição e distribuição da flora introduzida, procurou-se ainda perceber se a flora da única ilha desabitada do arquipélago (Santa Luzia) poderá ser indicadora de características invasoras das espécies introduzidas. Os resultados obtidos indicaram um total de 403 taxa exóticos, correspondendo a 55% da flora de Cabo Verde, sendo as Poaceae, Fabaceae e Asteraceae as famílias com maior número de espécies. Verificou-se também que predominam as espécies herbáceas e o tipo biológico mais frequente é o terófito. Além disso, a população rural é o factor que mais fortemente e positivamente correlacionado com os padrões de distribuição da flora exótica em Cabo Verde. Correlações positivas muito significativas foram também encontradas para a área e altitude máxima de cada ilha. A análise da flora exótica da ilha desabitada de Santa Luzia revelou que, embora os taxa exóticos registados nesta ilha estejam presentes em quase todas as outras ilhas, as espécies inventariadas parecem não exibir um comportamento invasor ou de ameaça à flora nativa. Para finalizar, espera-se que os resultados obtidos possam contribuir com informação que fundamente futuras estratégias de conservação da Biodiversidade das ilhas de Cabo Verde.
Given the importance of the global impact of the introduction of exotic species, and the lack of studies in this area of research in Cape Verde, this study aimed to update the list of naturalized exotic taxa from this archipelago, providing data on its distribution, taxonomic characterization and main functional groups. In order to ascertain which factors influence the distribution patterns of exotic flora on these islands, Spearman correlations were carried out between the number of exotic taxa and several environmental and anthropogenic variables. Given the important role that anthropogenic factors play in the composition and distribution of introduced flora, we attempted to understand if the flora of the only uninhabited island of the archipelago (Santa Luzia) could be indicative of invasive characteristics of introduced species. The results revealed a total of 403 exotic taxa, representing 55% of Cape Verde’s flora. Poaceae, Fabaceae and Asteraceae are the families with the largest number of species and the predominant herbaceous species and therophytes are the most frequent biological type. Furthermore, rural population is the factor that is most highly and positively correlated with the distribution patterns of exotic flora in Cape Verde. Significant positive correlations were also found for the area and altitude of each island. The analysis of the exotic flora of the uninhabited island of Santa Luzia revealed that, even though the exotic taxa recorded in this island are present in almost all of the other islands, the inventoried species do not seem to display an invasive behavior or threat to native flora. Lastly, we expect the information provided in this study to support future strategies for biodiversity conservation in the Cape Verde islands.
Descrição: Tese de mestrado. Biologia (Ecologia e Gestão Ambiental). Universidade de Lisboa, Faculdade de Ciências, 2012
URI: http://hdl.handle.net/10451/7833
Aparece nas colecções:FC - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfc099169_tm_susana_matos.pdf1,09 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.