Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação (FPCE) >
FPCE - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/798

Título: (Os) nós e os laços : vinculação, suporte social e bem-estar em jovens adultos
Autor: Ramalho, Carla Susana Rodrigues da Costa, 1973-
Orientador: Ribeiro, Maria Teresa, 1962-
Palavras-chave: Vinculação
Suporte social
Teses de mestrado
Issue Date: 2008
Resumo: Enquadrados pelo Modelo Ecológico de Desenvolvimento Humano (Bronfenbrenner, 1979, 2000) e partindo da Teoria da Vinculação (Bowlby, 1969, 1980), alargada a todo o ciclo de vida, quisemos compreender as relações entre a vinculação aos pais, a vinculação aos pares, o suporte social percebido e os níveis de bem-estar psicológico e subjectivo numa população de jovens adultos. A amostra é constituída por 200 sujeitos com idades entre 18 e 25 anos de ambos os sexos. Os instrumentos utilizados são: Questionário de Vinculação ao Pai e à Mãe (versão revista; Matos & Costa, 2001), Escala de Vinculação do Adulto (Canavarro, 1995), Escala de Provisões Sociais (Moreira, 1996), Escala de Bem-estar Psicológico (Novo, Duarte Silva & Peralta, 2004), Escala de Satisfação com a Vida (Diener et al, 1985; Neto, 1993) e Inventário de Afectividade Positiva e Negativa (Moreira, 1998). Todos os instrumentos se encontravam, à partida, devidamente estudados e adaptados para a população portuguesa, tendo os resultados provenientes da análise da sua fiabilidade na presente investigação (alphas de Cronbach, correlações inter-itens e item-total) oferecido garantias para a utilização dos dados. Os resultados indicam que a dimensão da inibição da exploração e individualidade é, relativamente a ambos os progenitores, a que mais fortemente se relaciona com o estabelecimento da vinculação na idade adulta. Observamos correlações, embora baixas, da qualidade do laço emocional à Mãe com as dimensões positivas da vinculação adulta, assim como da vinculação a ambos os pais (com excepção para a ansiedade de separação e dependência) com a percepção do suporte social. Esta correlaciona-se negativamente com uma vinculação ansiosa aos pares. Exceptuando a dimensão ansiedade de separação e dependência, verificamos que a vinculação aos pais, a vinculação aos pares e a percepção do suporte social se correlacionam de modo signific
Based on Bronfenbrenner's Ecological Model of Human Development (1979, 2000), and beginning with Attachment Theory (Bowlby, 1969, 1980) widespread to the entire life cycle,we intended to understand the relations among attachment to parents, attachment to peers, the perceived social support and the levels of psychological and subjective wellbeing in a population of young adults. The sample consisted in 200 subjects aged from 18 to 25 years old from both genders. The instruments used were: Questionário de Vinculação ao Paie à Mãe The Father/Mother Attachment Questionnaire (revised version; Matos & Costa,2001), Escala de Vinculação do Adulto Adult Attachment Scale (Canavarro, 2005), Escala de Provisões Sociais Social Provisions Scale (Moreira, 1996), Escala de Bem-estar Psicológico Psychological Well-Being Scale (Novo, Duarte Silva & Peralta), Escala de Satisfação com a Vida Satisfaction With Life Scale (Diener et al, 1985; Neto, 1993) and Inventário de Afectividade Positiva e Negativa Positive and Negative Affect Inventory (Moreira, 1998). All instruments had been studied and are adapted to the Portuguese population, having the outcomes of the assessment of their reliability in the present investigation (Cronbach's alphas, inter items and item-total correlations) offered guarantees for the use of the obtained data. The results evidenced that individuality and exploration inhibition is, in both parents, the most strongly related with the establishment of attachment in adulthood. We observed positive correlations, although small, between quality of the emotional bond to the mother and the positive dimensions of adult attachment as well as between attachment to both parents (with the exception of separation anxiety and dependency) and social support perception. This one correlates negatively with an anxious attachment to peers. With the exception of dimension separation anxiety and dependency, we verify that attachment to
Descrição: Tese de mestrado em Psicologia (Stress e Bem-Estar: intervenção na família, na escola e no trabalho), apresentada à Universidade de Lisboa através da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, 2008
URI: http://hdl.handle.net/10451/798
Appears in Collections:FPCE - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
16945_TeseEntregueOut2008.pdf1,3 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia