Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/8058
Título: Sou o que sinto! : a relação entre a regulação emocional e o ajustamento psicológico em crianças e jovens
Autor: Rei, Sara Louro
Orientador: Sá, Maria Isabel Real Fernandes de, 1959-
Palavras-chave: Regulação emocional
Ajustamento psicológico
Teses de mestrado - 2012
Data de Defesa: 2012
Resumo: A Regulação Emocional tem vindo a ser relacionada com diferentes tipos de psicopatologia, contudo continuamos sem saber se, independentemente da existência de uma psicopatologia, a forma como as crianças regulam as emoções no seu dia-a-dia, se relaciona com o seu ajustamento psicológico. Este é o principal objetivo do presente estudo que se baseia numa amostra de 196 crianças, entre os 10 e os 13 anos de idade, representantes de uma amostra não clínica, de escolas públicas do concelho de Cascais. A recolha dos dados relativos ao estudo baseou-se em dois questionários respondidos pelas crianças, o Child Perceived Coping Questionnaire (CPCQ- versão para investigação - Rossman, 1992) e o Strengths and Difficulties Questionnaire (SDQ – versão portuguesa – Goodman, 1997) e numa versão do SDQ respondida pelos professores responsáveis pelas diferentes turmas. Os resultados apontam para uma relação entre estes dois conceitos, sobretudo entre as capacidades pró sociais das crianças e a utilização de regulação emocional baseada no suporte social de pais e amigos. O inverso também se verificou, revelando algumas associações entre as dificuldades de ajustamento das crianças quando existia uma menor utilização da regulação emocional contudo, tendo em conta as limitações apresentadas pelo SDQ não foi possível verificar se existe uma associação entre o tipo de regulação emocional e os diferentes tipos de psicopatologia. Enquanto que o CPCQ se revelou um bom instrumento de medição da regulação emocional, o SDQ revelou algumas limitações, principalmente na versão de autorrelato. Foram encontradas diferenças entre sexos tanto no tipo de estratégia de regulação emocional utilizada como nas capacidades e dificuldades de ajustamento social. Por fim, são analisados e discutidos os resultados e as suas implicações para a compreensão da relação entre regulação emocional e ajustamento psicológico e para as intervenções clínicas e educacionais com crianças e jovens.
Although Emotion Regulation has been seen in the basis of many psychopathology it still unknown if the way that children regulate their emotions in everyday life are related to a better psychological adjustment. This is the aim of the present study which is based on a 196 children sample, between 10 and 13 years old, representative of a nonclinical sample of public school in the Cascais city council. Each participant had complete two questionnaires, the Child Perceived Coping Questionnaire (CPCQ- investigation version - Rossman, 1992) and the Strengths and Difficulties Questionnaire (SDQ – Portuguese version – Goodman, 1997), and the teachers had also complete a version of SDQ for each child. Results show a relation between these two concepts, mainly with Prosocial behavior and the use of emotion regulation strategies based on social support of parents and friends. The opposite also seems to be true, since the low use of emotion regulation strategies seem to be associated with some handicaps in psychological adjustment. Because of SDQ limitations it could not be proved if each type of emotion regulation strategy was related to a specific psychopathology. Whereas CPCQ seems to be a good instrument of emotion regulation, SDQ shows some limitations, mainly in a self-report version. Differences between genders have been noticed both in the strategy of emotion regulation used and the difficulties and strengths revealed on social adjustment. Lastly, we analyze and discuss the results and their implications on clinical and educational intervention with children and youths, based on a relation between emotion regulation and social adjustment.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicoterapia Cognitiva, Comportamental e Integrativa), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2012
URI: http://hdl.handle.net/10451/8058
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie043070_tm.pdf869,55 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.