Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/8065
Título: Doentes oncológicos e seus cuidadores informais : estudo exploratório da qualidade de vida, distresse e estratégias de coping
Autor: Marques, Tânia Filipa Brazão Coelho
Orientador: Fradique, Fernando Carlos Sepúlveda Afonso, 1957-
Palavras-chave: Qualidade de vida
Estratégias de coping
Doentes oncológicos
Teses de mestrado - 2012
Data de Defesa: 2012
Resumo: A doença oncológica tem um impacto profundo nos pacientes e nos seus cuidadores informais, representando para ambos um acontecimento causador de profundo stresse, com repercussões ao nível da sua Qualidade de Vida. Neste sentido, o presente estudo pretende explorar a Qualidade de Vida, o Distresse Emocional e as Estratégias de Coping de uma amostra de doentes do foro oncológico, bem como dos seus cuidadores informais. A amostra é constituída por 35 doentes do foro oncológico seguidos na Clínica de Dor e internados no Serviço de Cirurgia Geral do IPOLFG e 33 cuidadores informais. Tendo em conta o objectivo do estudo referido anteriormente, os participantes responderam aos seguintes instrumentos: WHOQOL-Bref (Canavarro et al., 2006; Vaz Serra et al., 2006, cit. por Moreira, Silva e Canavarro, 2008), Termómetro de Distresse (Bacalhau, 2004), FACT-G - versão 4 (Cella et al., 1993), QMLA (Folkman & Lazarus, 1988; Ribeiro & Santos, 2001), EQdVCFO (Weitzner, Jacobsen, Wagner, Friedland e Cox, 1999; adaptado para a população portuguesa por Santos, Pais-Ribeiro e Lopes, 2003) e Questionário Socio-Demográfico e Clínico (Coelho, 2009). Os resultados sugerem que tanto os doentes oncológicos como os seus cuidadores informais apresentam uma diminuição da sua QdV e níveis de distresse emocional moderados a severos decorrentes da vivência da doença oncológica Para além disto, os dados permitem concluir que as estratégias de confronto adoptadas pelos dois grupos são semelhantes e simultaneamente focadas na emoção e resolução do problema. A utilização concomitante das diferentes estratégias tem por objectivo diminuir os efeitos negativos do acontecimento stressante sobre o equilíbrio e bem-estar global. Desta forma, torna-se importante explorar as necessidades do doente e do seu cuidador informal, no sentido de possibilitar o desenvolvimento de programas de intervenção mais ajustados às suas carências.
The oncologic disease has a deep impact in its patients and respective informal caregivers, representing for both a source of deep stress that will echo in their Quality of Life. Following this matter, the hereby study pretends to explore the above mentioned Quality of Life (QoF), the Emotional Distress and the Coping Strategies of a given oncological sample as well as of their caregivers. The sample is populated by 35 oncological patients which were being followed at Clinica da Dor and hospitalized at Serviço de Cirurgia Geral (part of IPOLFG); and at the same time accompanied by 33 informal caregivers. In line with the aforementioned objective, the participants replied to the following instruments: WHOQOL-Bref (Canavarro et al., 2006; Vaz Serra et al., 2006, cit. by Moreira, Silva & Canavarro, 2008), Termómetro de Distresse (Bacalhau, 2004), FACT-G - version 4 (Cella et al., 1993), QMLA (Folkman & Lazarus, 1988; Ribeiro & Santos, 2001), EQdVCFO (Weitzner, Jacobsen, Wagner, Friedland and Cox, 1999; adapted for the portuguese population by Santos, Pais-Ribeiro & Lopes, 2003) and Questionário Socio- Demográfico e Clínico (Coelho, 2009). The results suggest that either the patients, furthermore their informal caregivers, showed a decrease in their QoL in addition to the moderate/severe levels of emotional distress deriving from the living with the oncological disease. Moreover the data leads us to conclude that the confrontation strategies adopted by both parties are similar and simultaneously focused on emotion and resolution of the problem. The concomitant adoption of different strategies scope to decrease the negative aspects of the stress over the balance and general welfare. To summarize, it is of extreme importance to explore both the patient and informal caregivers’ needs towards the development of intervention programs adjusted to their shortcomings.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicologia da Saúde e da Doença), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2012
URI: http://hdl.handle.net/10451/8065
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie043052_tm.pdf3,83 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.