Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/8122
Título: O impacto dos estados emocionais negativos maternos na vinculação materna pós-natal em mães de bebés pré-termo
Autor: Oliveira, Andreia Sofia Fonseca de
Orientador: Justo, João Manuel Rosado de Miranda, 1958-
Palavras-chave: Prematuros
Vinculação
Depressão (psicologia)
Stress
Relação mãe-criança
Teses de mestrado - 2012
Data de Defesa: 2012
Resumo: Objectivo: O objectivo principal desta investigação é verificar o impacto dos estados emocionais negativos maternos na forma como a mãe se vincula ao seu bebé enquanto este se encontra internado nas Unidades de Cuidados Neonatais. Amostra: Mães (N = 40) de bebés pré-termo internados nas enfermarias de cuidados neonatais da Maternidade Dr. Alfredo da Costa. Instrumentos: Após a obtenção do Consentimento Informado, foi pedido a cada participante que preenchesse um Questionário Sociodemográfico e Clínico, seguido da Escala de Vinculação Materna Pós-Natal (EVMPN), de uma Escala de Ansiedade, Depressão e Stress (EADS) e da Escala de Satisfação em Áreas da Vida Conjugal (EASAVIC). Hipóteses: Formularam-se três hipóteses onde se defendia que as dimensões da vinculação materna pós-natal poderiam ser explicadas pelos estados emocionais negativos das mães dos bebés pré-termo. Tratamento estatístico: Realizaram-se seis análises de regressão onde as subescalas da vinculação materna pós-natal constituíam a variável dependente e os dados sociodemográficos, clínicos, de satisfação conjugal e dos estados emocionais maternos constituíam as variáveis independentes. Resultados: As três hipóteses foram parcialmente confirmadas, destacando-se a contribuição dos estados emocionais negativos e das características do bebé para a explicação da dimensão da vinculação materna pós-natal Sentimentos na Interacção. Conclusão: Os dados obtidos permitem concluir que os estados emocionais negativos maternos, bem como as características do bebé pré-termo e, também, a qualidade do relacionamento conjugal parecem influenciar a qualidade do vínculo que a mãe estabelece com o seu bebé recém-nascido pré-termo.
Objective: The main goal of this research is to verify the impact of maternal negative emotional states upon mothers’ attachment towards their babies whilst staying at neonatal care units. Sample: Mothers (N = 40) of preterm babies hospitalized at Maternidade Dr. Alfredo da Costa neonatal care units. Instruments: After Informed Consent was obtained, each participant was asked to fill a Sociodemographic and Clinical Questionnaire, followed by the Portuguese version of the Maternal Post-Natal Attachment Scale (MPNAS), the Portuguese version of the Depression, Anxiety and Stress Scales (DASS), and the Escala de Satisfação em Áreas da Vida Conjugal (EASAVIC). Hypothesis: Three hypothesis were developed where dimensions of maternal postnatal attachment were to be explained by the emotional negative states of mother’s having preterm babies. Statistical analysis: Six regression analysis were performed where subscales of maternal postnatal attachment played the role of dependent variables and the sociodemographical, clinical, marital satisfaction and maternal emotional states data played the role of independent variables. Results: The three hypotheses were partially confirmed, highlighting the contribution of maternal negative emotional states and of preterm infant characteristics for the explanation of the maternal postnatal attachment dimension Feelings on the Interaction. Conclusion: The obtained data allows us to conclude that the maternal negative emotional states, as well as the characteristics of the infant, and also the quality of marital relationships seem to influence the quality of the attachment that a mother establishes with her newborn preterm baby.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicologia Clínica Dinâmica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2012
Os anexos encontram-se no CD-ROM apenso à versão em papel.
URI: http://hdl.handle.net/10451/8122
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie043193_tm.pdf491,51 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.