Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/8180
Título: Paternidade na infância : envolvimento paterno e estilos parentais educativos em pais de crianças em idade escolar
Autor: Arsénio, Catarina Isabel Frasquilho
Orientador: Santos, Salomé Vieira, 1959-
Palavras-chave: Paternidade
Envolvimento dos pais
Estilos educativos parentais
Crianças em idade escolar
Teses de mestrado - 2012
Data de Defesa: 2012
Resumo: Este estudo foca o envolvimento paterno e os estilos parentais educativos num grupo de homens com filhos em idade escolar. Pretende-se: caracterizar estas dimensões em função do sexo e da idade da criança; analisar se os estilos parentais se constituem como preditores do envolvimento paterno; averiguar a relação de cada uma das dimensões com (a) variáveis sociodemográficas do pai e o tipo de família, (b) a perspetiva paterna sobre o relacionamento com os progenitores (infância/atualidade) e com a educação recebida. O envolvimento paterno foi avaliado com a Escala de Envolvimento Paterno (Simões, Leal, & Maroco, 2010) e os estilos parentais educativos com uma adaptação portuguesa do Questionário de Estilos e Dimensões Parentais - versão reduzida (Miguel, Valentim, & Carugati, 2010; Robinson et al., 2001). Foi construída uma ficha para recolha de informação sociodemográfica e respeitante aos progenitores do próprio pai (relação/educação). Os participantes foram 153 homens com idades entre os 28 e os 59 anos (M=41.2; DP=5.10), com pelo menos um filho em idade escolar (6-10 anos). Os resultados indicaram que não existem diferenças no envolvimento paterno e nos estilos parentais educativos em função do sexo e idade da criança (6-7 anos vs. 8-10 anos). Verificou-se que os estilos parentais (Democrático e Autoritário) predizem o envolvimento paterno (Total). Observaram-se associações entre domínios do envolvimento paterno e a idade do homem, o tipo de família e o estado civil, relacionando-se ainda esta última variável com os estilos parentais (Autoritário). Por último, observou-se uma associação de domínios do envolvimento paterno com a relação atual com o pai e com a educação dada pela mãe, observando-se também associações entre a relação atual com ambos os progenitores e maior recurso ao estilo democrático e menor ao estilo autoritário, bem como entre uma educação mais satisfatória recebida na infância (mãe) e maior recurso ao estilo democrático.
This study focuses on father involvement and parenting styles in a group of fathers of school-aged children. It sets out: to characterize these dimensions according to the child’s gender and age; to analyze whether parenting styles are predictors of father involvement; to determine the relationship between each one of these dimensions with (a) the father’s socio-demographic variables and family type, (b) the father’s perspective on the relationship with his own parents (childhood/current) and the type of upbringing received. Father involvement was assessed with the Father Involvement Scale (Simões, Leal, & Maroco, 2010) and parenting styles with the Portuguese adaptation of The Parenting Styles and Dimensions Questionnaire – short version (Miguel, Valentim, & Carugati, 2010; Robinson et al., 2001). A form was also designed to collect socio-demographic information and data related to the father’s own parents (relationship/ upbringing). 153 men aged 28 to 59 (M=41.2; SD=5.10) with at least one child of school-age (6-10 years) participated in the study. The findings showed that there were no significant differences in father involvement and parenting styles on the basis of the child’s gender or age (6-7 years vs. 8-10 years). Parenting styles (Democratic and Authoritarian) were found to predict father involvement (Total). Associations between father involvement domains and the man’s age, family type and marital status were observed, the latter being also related to parenting styles (Authoritarian). Associations between father involvement domains and the current relationship of the father with his own father, and with the upbringing received from mother were obtained. Further associations emerged between the current relationship with both parents and the use of a more democratic and less authoritarian style, as well as between a more satisfactory upbringing received in childhood (from the mother) and higher recourse to a democratic style.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicologia Clínica Dinâmica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2012
URI: http://hdl.handle.net/10451/8180
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie043206_tm.pdf729,28 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.