Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/8182
Título: Diferenças de género na vivência da viuvez na idade adulta avançada : depressão, mecanismos de defesa e satisfação com a vida
Autor: Oliveira, Sara Patrícia Martins de
Orientador: Silva, Maria Eugénia Duarte, 1951-
Palavras-chave: Viuvez
Diferenças de género
Envelhecimento
Depressão (psicologia)
Mecanismos de defesa
Teses de mestrado - 2012
Data de Defesa: 2012
Resumo: O presente estudo tem como principal objectivo explorar os níveis de depressão, os mecanismos de defesa utilizados e a percepção de satisfação com a vida em viúvas e viúvos idosos, averiguando a existência de diferenças entre os dois grupos. Pretendeu-se também analisar, nos viúvos, o papel de algumas variáveis sócio-demográficas (e.g. Sexo) e psicossociais (e.g. Tem confidente), bem como explorar as relações entre as variáveis estudadas. Participaram no estudo 68 participantes, de ambos os sexos, com idades compreendidas entre os 60 e os 94 anos (M=71,31; DP= 8,23). Para avaliação dos níveis de depressão utilizou-se a versão portuguesa da Escala de Depressão do Centro de Estudos Epidemiológicos (CES-D) (Gonçalves & Fagulha, 2004); os mecanismos de defesa foram avaliados através da adaptação portuguesa do Defense Style Questionnaire-40(Andrews, Singh, & Bond, 1993; Henriques-Calado & Duarte-Silva, 2008) e a satisfação com a vida foi avaliada através da Escala de Ânimo do Centro Geriátrico de Philadelphia de Lawton (Lawton, 1976; adaptada para Portugal por Constança Paúl, 1992). Os resultados demonstram que, no geral, os viúvos apresentam maior depressão, maior solidão/insatisfação e menor satisfação com a vida do que os casados. Apesar de não significativos, os resultados apontam no sentido da existência de diferenças entre viúvas e viúvos, com as viúvas a apresentar níveis mais elevados de depressão, menor satisfação com a vida e a utilizar defesas distintas comparativamente com os viúvos. A forma como as viúvas percepcionam a sua saúde parece ter um papel relevante nos resultados obtidos. Verifica-se, ainda, que nos viúvos em geral níveis mais elevados de depressão se associam a menor satisfação com a vida, maior solidão e agitação. Os resultados são discutidos à luz de evidências de estudos nacionais e internacionais. São apontadas as limitações do estudo e propostas para futuras investigações.
The main purpose of the present study is to explore, in elderly widows and widowers, their depression levels, defense mechanisms and the perception of life satisfaction, examining differences between genders. It is also intended to analyse the role of some socio-demographic (e.g. Gender) and psycho-social variables (e.g. Having a confidant) in both widows and widowers, as well as to explore the relations between the other variables. A sample of 68 participants took part in this study, both genders, aged between 60 and 94 years old (M=71,31; SD=8,23). For the evaluation of depression levels was used the Portuguese version of the Center for Epidemiological Studies Depression Scale (CES-D) (Gonçalves & Fagulha, 2004); the defense mechanisms were evaluated using the Portuguese adapted version of the Defense Style Questionnaire-40 (Andrews, Singh & Bond, 1993; Henriques-Calado & Duarte-Silva, 2008); and life satisfaction was evaluated through the Portuguese adapted version of the Philadelphia Geriatric Center Morale Scale (Lawton, 1976; Portuguese adaptation by Constança Paúl, 1992). The data obtained showed that, overall, widows and widowers have higher levels of depression and loneliness, and lower life satisfaction than their married counterparts. Although not significant, the results point to the existence of differences between widows and widowers, with widows presenting higher levels of depression, lower life satisfaction and the use of different defense mechanisms, compared to widowers. The way widows perceive their health seems to have an important role in the results obtained. It also seems that in both widows and widowers higher levels of depression are associated with lower life satisfaction, greater loneliness and agitation. The results are discussed in light of the evidence from national and international studies. Limitations of the study and suggestions for further investigations are presented.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicologia Clínica Dinâmica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2012
URI: http://hdl.handle.net/10451/8182
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie043208_tm.pdf1,16 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.