Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/8183
Título: Perdonare : internalização das motivações para o perdão e seus efeitos sobre os significados de vida
Autor: Beltrão, António Gomes
Orientador: Moreira, João Manuel, 1964-
Palavras-chave: Perdão
Significado de vida
Espiritualidade
Motivação humana
Teses de mestrado - 2012
Data de Defesa: 2012
Resumo: O perdão é um recurso psicológico e social que regula as relações humanas considerando-se importante abordar o que se encontra subjacente à motivação para perdoar e as implicações que esse comportamento pode acarretar para os significados de vida. Esta pesquisa teve como objectivo primordial analisar e avaliar a relação entre as motivações para perdoar e os significados de vida. Concomitantemente procura-se compreender a influência da espiritualidade quotidiana sobre os significados de vida e se o perdão actua como variável mediadora. Uma outra (pre) ocupação deste estudo será verificar se os efeitos benéficos já encontrados em estudos anteriormente realizados sobre o perdão, dependem dos tipos de motivações, à luz da perspectiva da teoria da autodeterminação. Participaram na pesquisa 167 pessoas, que preencheram um conjunto de instrumentos de modo a avaliar as diferentes variáveis estudadas. Nesta amostra, 64 pessoas (38,3%) eram do sexo masculino e 103 (61,7%) do sexo feminino, com idade média de 47.77 anos e com um desvio padrão de 18.43 anos. Dois participantes foram excluídos em virtude de se verificarem omissões relevantes nas respostas solicitadas. Foram utilizados 5 instrumentos com escalas tipo Likert, todos de auto-avaliação: Questionário das Motivações para o perdão, Escala sobre o Perdão, Escala Multifactorial de Significados de Vida (versão reduzida), Daily Spiritual Experience Scale (Escala de Experiência Espiritual Quotidiana) e um Questionário Socio Demográfico. Os resultados sugerem que as motivações mais autónomas, nomeadamente intrínseca e identificada, evidenciam correlações significativas com o perdão e os significados de vida. Discutem-se as implicações para o conhecimento da relação entre o perdão, espiritualidade e significados de vida. Efectivamente as motivações autónomas conduzem a significados de vida mais saudáveis sobretudo no que concerne aos aspectos do propósito e do envolvimento. As motivações mais controladas parecem contribuir para uma maior sensação de vazio existencial. No tocante à espiritualidade esta contribui duma forma positiva para os significados de vida com incidência na dimensão do propósito. Esta relação da espiritualidade e do transcendente com os significados de vida é mediada, em parte, pela predisposição para o perdão e as motivações mais autónomas para o perdão. São apontadas as limitações deste estudo, implicações para a psicoterapia e sugestões para investigações futuras.
Forgiveness is a psychological and social resource that regulates human relations. We consider important to address what lies behind the motivation to forgive and the implications that this behavior can have to the meaning of life. This study aimed to analyze and evaluate the relationship between motivations to forgive and meanings of life. Concomitantly, it seeks to understand the influence of everyday spirituality on meanings of life and whether forgiveness acts as mediator variable. A further (pre) occupation of this study is to verify whether the beneficial effects already found in previous studies on forgiveness, depend on the types of motivations in light of the selfdetermination theory perspective. A total of 167 people participated in the survey, by completing a set of instruments to assess the different variables. In this sample, 64 people (38.3%) were male and 103 (61.7%) female, with a mean age of 47.77 years and a standard deviation of 18.43 years. Two participants were excluded due to numerous missing responses. Five instruments with Likert scales were used, all of the self-report type: Questionário das Motivações para o Perdão, Escala sobre o Perdão, Escala Multifactorial de Significados de Vida, Daily Spiritual Experience Scale (Escala de Experiência Espiritual Quotidiana), and a Questionário Socio Demográfico. The results suggest that more autonomous motivations, namely intrinsic and identified, showed significant correlations with forgiveness and meanings of life. We discuss the implications for understanding the relationship among forgiveness, spirituality and meaning of life. Indeed, autonomous motivations lead to healthier life meanings, especially with regard to the aspects of purpose and involvement. More controlled motivations seem to contribute to a greater sense of existential emptiness. Regarding spirituality, it contributes in a positive way to meanings of life, most strongly on the dimension of purpose. This relationship of spirituality and transcendence with meanings of life is mediated, in part, by predisposition for forgiveness and more autonomous motivations for forgiveness. Study limitations are pointed out, as are implications for psychotherapy and suggestions for future research.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicologia Clínica Dinâmica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2012
URI: http://hdl.handle.net/10451/8183
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie043209_tm.pdf728,81 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.