Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/8234
Título: Quem muito abarca pouco abraça? : a perceção das famílias pobres multidesafiadas sobre as suas competências em diferentes níveis de apoio formal
Autor: Governo, Ana Rita Lopes
Orientador: Ribeiro, Maria Teresa, 1962-
Palavras-chave: Pobreza - Portugal
Competências familiares
Serviços sociais
Teses de mestrado - 2012
Data de Defesa: 2012
Resumo: Compreender a relação entre as famílias pobres multidesafiadas e os profissionais dos serviços de apoio formal, é o primeiro passo para a promoção de um trabalho de intervenção eficaz com esta população. A presente investigação estudou, através de uma metodologia mista, a perceção que as famílias pobres multidesafiadas têm acerca das suas competências familiares, consoante diferentes níveis de apoio formal. Além disso, foram analisados os resultados entre estas variáveis e os dados sociodemográficos da população em estudo. Para a componente quantitativa (N=20), foram utilizados os instrumentos Ecomapa (Hartman, 1995), F-COPES - Escalas de Avaliação Pessoal Orientadas para a Crise Familiar (McCubbin, Olson & Larsen, 1981, tradução de Vaz Serra, Firmino, Ramalheira & Canavarro, 1990) e Questionário de Forças Familiares (Melo & Alarcão, 2011). Na componente qualitativa, foi igualmente aplicado o Ecomapa (Hartman, 1995) e realizadas 10 entrevistas semiestruturadas. Os resultados quantitativos demonstraram uma perceção mais positiva acerca das competências familiares por parte das famílias menos assistidas, e o estudo qualitativo revelou a existência de relação entre a disponibilidade do apoio formal percebida e a dependência das famílias em relação aos serviços. Em conclusão, foram discutidas limitações da investigação, implicações teóricas e interventivas, bem como futuras pistas de investigação.
To understand the relationship between poor multi-challenged families and the professionals of formal support services, is the first step in promoting an effective work of intervention with this population. This research studied, through a mixing methodology, the perception that poor multi-challenged families have concerning their familiar abilities, according to different levels of formal support. In addition, the results between these variables and socialdemographic data of the population in study have been analyzed. For the quantitative component (N=20), the used instruments were the Ecomapa (Hartman, 1995), F-COPES - Guided scales of Personal Evaluation for the Familiar Crisis (McCubbin, Olson & Larsen, 1981, translation of Vaz Serra, Firmino, Ramalheira & Canavarro, 1990) and Questionnaire of Familiar Forces (Melo & Alarcão, 2011). In the qualitative component, Ecomapa (Hartman, 1995) was applied along with 10 half-structured interviews. The quantitative results showed a more positive perception concerning family competences in families less assisted, and the qualitative study revealed the relationship between the availability of the perceived formal support and families’ dependency in relation to the services. In conclusion, we discussed the limitations of the research theoretical and intervention implications, as well as future research clues.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicologia Clínica Sistémica), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2012
URI: http://hdl.handle.net/10451/8234
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie043227_tm.pdf1,49 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.