Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/8238
Título: Qualidade de vida, funcionamento cognitivo e adesão em idosos : um estudo exploratório
Autor: Gonçalves, Daniela Patrícia Araújo
Orientador: Fradique, Fernando Carlos Sepúlveda Afonso, 1957-
Palavras-chave: Qualidade de vida - velhice
Capacidade funcional
Envelhecimento
Teses de mestrado - 2012
Data de Defesa: 2012
Resumo: O processo de envelhecimento acarreta inúmeras mudanças para o idoso. Devido às alterações físicas, psicológicas e sociais que se dão nessa fase de vida, o estado emocional, o funcionamento cognitivo e a capacidade funcional do idoso podem alterar-se, havendo por vezes uma maior preponderância de sentimentos menos positivos. Todas estas mudanças vão originar uma mudança na percepção da qualidade de vida do idoso. Aspectos que eram tidos como determinantes na vida adulta passam a ser secundários em detrimento de outros, passando a preservação das suas relações familiares, autonomia funcional e preservação das suas capacidades cognitivas para o topo da pirâmide. Estas mudanças a nível físico e psicológico acarretam, por vezes, um declínio da saúde física do idoso. Como se sabe, a estratégia mais utilizada neste domínio é a prescrição de medicação. Atendendo que o processo de envelhecimento é um processo multidimensional e multifactorial, o presente estudo tem como objectivo geral a exploração das relações entre a qualidade de vida, o funcionamento cognitivo, a presença de sintomatologia depressiva e a capacidade funcional no idoso e os níveis de adesão aos tratamentos e prescrições médicas. A amostra foi constituída por 51 idosos, dos quais 27 encontravam-se institucionalizados e 24 frequentavam um centro de dia. Foi utilizada uma metodologia quantitativa, que passou pela aplicação dos instrumentos WHOWOL- Breve (Organização Mundial de Saúde), Mini Exame do Estado Mental (Folstein et al., 1975), Escala de Depressão Geriátrica (Yesavage,1988), Escala de Avaliação do Grau de Dependência, Escala de Adesão aos Medicamentos (Pereira & Silva, 1999); Questionário de Crenças acerca dos Fármacos (Pereira & Silva, 1998); Escala de Atitudes Face aos Médicos e à Medicina (Pereira & Silva, 1999); Medida de Adesão ao Tratamento (Delgado & Lima, 2001). Os resultados indicaram a inexistência de diferenças significativas entre os idosos institucionalizados e os idosos que frequentam um centro de dia, sendo que o estado emocional do idoso e a sua autonomia funcional encontram-se relacionados negativamente com a sua percepção da qualidade de vida. As relações entre o nível de adesão aos tratamentos e prescrições médicas com as representações cognitivas dos idosos acerca dos médicos, medicina e medicamentos, com o estado emocional, funcionamento cognitivo e capacidade funcional dos idosos não se verificaram também com valor estatístico.
The aging process brings many changes for the elderly. Due to physical, psychological and social changes that take place in this phase of life, the emotional state, cognitive functioning and the functional capacity of the elderly can change, causing sometimes a greater preponderance of less positive feelings. All these modifications will lead to a disturbance in the perception of the quality of life of the elderly. Aspects that were considered as determinants in adulthood become secondary to the detriment of others, such as, preservation of their family relations, functional autonomy and the preservation of their cognitive capacities being at the top of the pyramid. These changes affect the elderly at physical and psychological level, leading sometimes to a decline in physical health. As we all know, the most widely used strategy in this area is the medical prescription. Given that, the process of aging is a multidimensional and multifactorial process. The present study has as main objective the exploration of the relationship between the quality of life, the cognitive functioning, the presence of depressive symptoms and functional capacity in the elderly and adherence to treatments and medical prescriptions. The sample consisted of 51 seniors, of which 27 were institutionalized and 24 attended a day (center). (A) quantitative methodology was used, which passed through the application of instruments WHOWOL-Brief (World Health Organization), Mini Mental State examination (Folstein et al., 1975), geriatric depression scale (1988 Yesavage), scale of assessment of the degree of Dependence, adherence to Medication (Pereira & Silva, 1999); Questionnaire of beliefs about Drugs (& Pereira Silva, 1998); Scale of Attitudes to Doctors and medicine (Pereira Silva &, 1999); Extent of adherence to treatment (Delgado & Lima, 2001). The results indicated no significant differences among the institutionalized elderly and seniors who attend a day center. The emotional state of the elderly and their functional autonomy are negatively correlated with their perception of the quality of life. The relationship between the level of adherence to treatment and the cognitive representations of the elderly about the doctors, medicine and pharmaceutical occurred with no statistical value. The same result was achieved when comparing the emotional, cognitive functioning and functional capacity of the elderly with the level of adherence to treatment.
Descrição: Tese de mestrado, Psicologia (Secção de Psicologia Clínica e Saúde - Núcleo de Psicologia da Saúde e da Doença), Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia, 2012
URI: http://hdl.handle.net/10451/8238
Aparece nas colecções:FP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie043236_tm.pdf941,63 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.