Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/8248
Título: Portefólio reflexivo de matemática enquanto instrumento de avaliação reguladora da aprendizagem de alunos do 11.º ano na disciplina de Matemática A
Autor: Dias, Célia Maria Conceição, 1976-
Orientador: Santos, Leonor, 1949-
Palavras-chave: Avaliação da aprendizagem
Auto-regulação da aprendizagem
Aprendizagem da matemática
Portefólios
Teses de mestrado - 2012
Data de Defesa: 2012
Resumo: O presente estudo teve por objetivo analisar aspetos da aprendizagem da Matemática de alunos do ensino secundário em situações mediadas por um dispositivo de avaliação reguladora da aprendizagem a que se deu o nome de portefólio reflexivo de Matemática. Concretamente, foram estudados os processos e os recursos que os alunos usam quando elaboram um portefólio de matemática, e o balanço final que eles fazem sobre o trabalho desenvolvido. Este estudo seguiu uma abordagem qualitativa de cunho interpretativo, tendo como pano de fundo a teoria da atividade. Foram estudados três alunos do ensino secundário (estudos de caso). Os dados foram recolhidos através de um questionário, entrevistas semiestruturadas e recolha documental de onde sobressaem todas as versões das entradas feitas pelos alunos e um diário de bordo. No processo analítico dos dados, cada estudo de caso foi analisado separadamente, depois confrontaram-se os três estudos de caso de forma a salientar elementos de homogeneidade e de heterogeneidade e, por fim, feita uma interpretação desses dados a partir dos conceitos teóricos estudados. Ao longo do desenvolvimento do portefólio, são identificados diversos processos dos quais se destacam: processos de orientação e de organização aquando da escolha da tarefa; processos de interpretação, de tradução e de interiorização, através das produções escritas por palavras dos próprios; processos de seleção de estratégias, associados a processos de estabelecimento de analogias e de ancorar; processos de ziguezaguear com o refazer de parte do trabalho, e de aprofundamento de versões anteriores. Ao nível da autorregulação, o processo de automonitorização, aliado ao processo de reflexão, é despoletado e incentivado através de feedback, ao longo da realização do portefólio, até se tornarem uma rotina no ato de aprender do aluno. Ao nível dos recursos, destaca-se o feedback escrito, fornecido pela professora, a cada versão das entradas do portefólio, e o estabelecimento de diálogos internos transpostos para a forma escrita, visível ao aluno e ao professor, promotores da compreensão matemática e estimuladores da reorganização e da clarificação de ideias. Entre as vantagens do portefólio reflexivo de Matemática identificadas pelos alunos, destacam-se a existência de um acompanhamento diferenciado, que os ajudou a estudar com regularidade e a aprender com compreensão, de forma consciente, com oportunidade de voltar atrás, refazer e refletir sobre o trabalho desenvolvido, e o permitir dar visibilidade e reconhecer o seu trabalho e esforço.
The purpose of this study is to analyze aspects of high school students learning of math by means of a device designed to assess learning named reflective math portfolio. Processes and resources used by students when they formulate a math portfolio were studied as well as their own assessment about the work performed. This study followed a qualitative approach mostly of interpretative nature, based on the activity theory. Three high school students were studied (case studies). Data were collected by means of a questionnaire, semi-structured interviews and gathering of documents, from where highlights every version of the entries made by the students as well as a logbook. In the analytical data processing, each case study was analyzed separately, then the three case studies were compared to highlight elements of homogeneity and heterogeneity and, finally, an interpretation of the data from the theoretical concepts studied was made. Throughout the development of the portfolio, several processes are identified and among them, stand out: guidance and organization processes when the task was chosen; interpretation processes, translation and reflection, by means of reports written by the students themselves; selection of processes associated with establishment of analogies and anchors; zigzag processes, the students being able to redo part of the work, and deepening of earlier versions. At self-regulation level, the self-monitoring process, coupled with the process of reflection, was prompted and encouraged through feedback during the portfolio achievement, until the act of learning became a routine for the student. At the level of the resources, written feedback provided by the teacher, at each version of the portfolio entries, and the establishment of internal dialogues displayed in the written form, visible to the student and the teacher, promoters of mathematical understanding and stimulators of reorganization and clarification of ideas. Among the advantages of the reflective math portfolio identified by students include the existence of a differentiated follow-up, which helped them to study with regularity and learning with understanding, consciously, with opportunity to step back, redo and reflect on the work and enable visibility and recognize their work and effort.
Descrição: Tese de mestrado, Educação (Didática da Matemática), Universidade de Lisboa, Instituto de Educação, 2012
URI: http://hdl.handle.net/10451/8248
Aparece nas colecções:IE - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie043269_tm.pdf3,16 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.