Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/8255
Título: Atitudes perante a matemática : um projeto de tutoria no ensino secundário
Autor: Prates, Adélia Maria de Jesus, 1961-
Orientador: Oliveira, Hélia Margarida Aparício Pintão de, 1965-
Palavras-chave: Tutores e tutoria (Educação)
Atitudes dos alunos
Aprendizagem da matemática
Teses de mestrado - 2012
Data de Defesa: 2012
Resumo: O presente estudo tem como objetivo principal compreender as atitudes dos alunos face à matemática no contexto de um projeto de tutoria entre pares numa turma de 11.º ano, na disciplina de Matemática A. Com este objetivo, pretende-se dar resposta às seguintes questões de investigação: a) Como se caracterizam as atitudes dos alunos face à Matemática nas dimensões da competência percecionada como aluno de matemática, visão da matemática e disposição emocional e como estas se interrelacionam?; b) Quais as perspetivas dos alunos sobre o trabalho de tutoria realizado?; e c) Que relações podem ser estabelecidas entre as atitudes dos alunos face à Matemática e as suas perspetivas sobre o trabalho de tutoria?. A metodologia usada é de natureza qualitativa, tendo por base o paradigma interpretativo. Para a recolha de dados são utilizados os seguintes métodos: (i) observação participante, (ii) entrevistas a oito alunos de dois grupos de tutoria (iii) questionário qualitativo a todos os alunos da turma e (iv) análise documental. Os resultados sugerem que a competência percecionada dos estudantes na matemática está muitas vezes associada à sua perceção de sucesso em matemática, podendo ter várias vertentes e dependendo das ideias de sucesso de cada aluno. A disposição emocional positiva está relacionada com uma alta competência e ao contrário, a disposição emocional negativa relaciona-se muitas vezes com uma fraca competência percecionada. Muitos alunos apresentam uma visão utilitária da matemática, quer gostem ou não da disciplina, pois reconhecem a sua relevância para os cursos que futuramente desejam frequentar. Ainda se observam outras visões da matemática nomeadamente a relacional que se associa a uma disposição emocional positiva. No que respeita ao trabalho em tutoria, o estudo sugere que este pode constituir uma mais-valia na aprendizagem da matemática, desenvolvendo várias competências ao nível da solidariedade, partilha, convívio salutar, maior auto estima, características estas que aumentaram o gosto dos alunos pela matemática bem como a sua competência percecionada.
This study seeks to understand the attitudes of students towards mathematics in a context of one tutoring project between peers in one 11th grade class of Math A. With this objective, we try to answer the following research questions: a) What are the characteristics of the students’ attitudes towards mathematics in the dimensions of perceived competence as a math student, the vision of mathematics and the emotional disposition and how they interconnect to each other?, b) What are the student’s perspectives about the tutoring work carried out?, and c) What relationships can be established between the student´s attitudes towards mathematics and their perspectives about the tutoring work?. The methodology used is of the qualitative nature, based on the interpretative paradigm. For the collection of data where used the following research methods: (i) participant observation, (ii) interviews with eight students of two tutoring groups, (iii) a qualitative questionnaire to all the students in class, and (iv) documental analysis. The results suggest that the perceived competence of students towards mathematics is many times associated with the perception of mathematical success, and can have many aspects depending on the ideas of success of each student. The positive emotional disposition is related with strong competence, and on other way the negative emotional disposition is related with a weak perceived competence. Many students show a utilitarian view of mathematic, whether they like it or not, because they recognize its relevance for the grades that they want to take in the future. There are still other views that can be observed, namely the relational view that it is associated with a positive emotional disposition. Concerning the tutoring work, this study suggests that it can be a valued asset in mathematical learning, contributing to the development of multiple competences, like solidarity, sharing, healthy socializing, bigger self-esteem, characteristics which enhance the students’ emotional disposition for mathematics as well as their perceived competence.
Descrição: Tese de mestrado, Educação (Didática da Matemática), Universidade de Lisboa, Instituto de Educação, 2012
URI: http://hdl.handle.net/10451/8255
Aparece nas colecções:IE - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie043267_tm.pdf1,12 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.