Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação (FPCE) >
FPCE - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/859

Título: O papel do optimismo no ajustamento psicossocial do doente fibromiálgico
Autor: Sampaio, Ana Lúcia Viana
Orientador: Marujo, Helena Águeda, 1958-
Palavras-chave: Optimismo
Fibromialgia
Depressão (psicologia)
Teses de mestrado
Issue Date: 2008
Resumo: A presente investigação, de teor exploratório e descritivo, visa perceber se o optimismo contribui para formatos de resposta mais adaptativos à fibromialgia, bem como avaliar a relação do optimismo com a sintomatologia depressiva em doentes fibromiálgicos. A recolha dos dados foi feita através de uma entrevista semi-estruturada, com carácter apreciativo, construída para este estudo e realizada pessoal e individualmente com cada sujeito. Foram entrevistadas 12 pessoas com diagnóstico de fibromialgia. De acordo com um modelo de investigação qualitativa, os dados foram depois analisados com recurso à metodologia de análise de conteúdo. Concluiu-se que o optimismo desempenha um importante papel na adaptação à doença crónica, sendo que os doentes fibromiálgicos mais optimistas apresentavam um melhor funcionamento psicossocial. Verificámos igualmente que, na nossa amostra, o optimismo está associado a baixos níveis de sintomas depressivos. O optimismo parece constituir assim um recurso especialmente útil quando as pessoas são confrontadas com uma doença crónica que apela à necessidade de expectativas positivas sobre o futuro, e apela à perseverança, como é o caso da fibromialgia.
This exploratory and descriptive research seeks to understand if optimism contributes to formats of more adaptive response to fibromyalgia, as well as assess the relationship between optimism and depressive symptoms in patients with this chronic disease. Data was collected through a semi-structured appreciative interview constructed for the study and held individually with each subject. The sample included 12 people with the diagnosis of fibromyalgia. Following a qualitative research model data was analyzed using a content analysis methodology. The results showed that optimism plays an important role in the adaptation to chronic illness, and these fibromyalgia patients that were more optimistic presented a better psychosocial functioning. Concurrently, optimism appeared associated with lower levels of depressive symptoms. This allows to conclude that optimism is a feature especially useful when people are faced with a chronic disease such as fibromyalgia that calls for the need for positive expectations towards the future and perseverance.
Descrição: Tese de mestrado integrado em Psicologia (Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicoterapia Cognitiva-Comportamental e Integrativa), apresentada à Universidade de Lisboa através da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, 2008
URI: http://catalogo.ul.pt/F/?func=item-global&doc_library=ULB01&type=03&doc_number=000551956
http://hdl.handle.net/10451/859
Appears in Collections:FPCE - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
18831_ulsd_dep.17430_O_Papel_do_Optimismo.pdf774,18 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE