Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação (FPCE) >
FPCE - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/861

Título: Inovar com iniciativa:autonomia, exigência de inovação, clima para a iniciativa e produção de inovação
Autor: Frade, João Ricardo de Sales Pereira
Orientador: Curral, Luís, 1963-
Palavras-chave: Psicologia dos recursos humanos
Inovação empresarial
Iniciativa empresarial
Autonomia no trabalho
Teses de mestrado
Issue Date: 2008
Resumo: Com esta investigação, pretendeu-se verificar a influência de factores de clima na participação na produção de inovação, bem como verificar a influência do clima para a iniciativa na relação entre as variáveis, em 128 colaboradores de uma organização multinacional da área dos serviços. Neste estudo, foram propostas duas hipóteses de efeito directo, uma do efeito da autonomia na participação na inovação (H1: Indivíduos com elevado grau de autonomia no trabalho, irão participar mais na inovação a ser produzida na organização) e outra no efeito da exigência de inovação na participação na inovação (H2: Indivíduos com uma elevada exigência de inovação no trabalho, irão participar mais na inovação a ser produzida na organização). Foram ainda colocadas duas hipóteses de moderação, em que o clima para a iniciativa funciona como moderador no efeito entre autonomia e exigência de inovação na participação na produção de inovação (H3: O clima para a iniciativa modera a relação entre a autonomia e participação na produção de inovação, sendo que os indivíduos que têm mais autonomia percepcionam uma maior participação na produção de inovação quando o clima para a iniciativa é elevado do que quando o clima para a iniciativa é baixo; H4: O clima para a iniciativa modera a relação entre a exigência de inovação e participação na produção de inovação, sendo que os indivíduos que têm mais exigência de inovação percepcionam uma maior participação na produção de inovação quando o clima para a iniciativa é elevado do que quando o clima para a iniciativa é baixo.). Os resultados obtidos apoiaram as hipóteses 2, 3 e 4, refutando a hipótese 1. Desta forma, foi possível concluir que através dos resultados, existe uma interacção entre o clima para a iniciativa e outras dimensões do clima, nomeadamente a autonomia e a exigência de inovação, o que contribui para o estabelecimento do clima para a iniciativa como uma variável importante na produção de inovação nas organizações.
With this research, we set out to check the influence of factors of climate on the participation in the production of innovation, as well as the influence of climate for initiative in the relationship between the variables, in 128 employees of a multinational organization of the services area. In this study, were proposed two hypotheses of direct effect, an effect of the autonomy to participation in innovation (H1: Individuals with a high degree of autonomy at work, will participate more in the production of innovation in the organization) and another on the effect of required innovation in participation in innovation (H2: Individuals with a high demand for innovation at work, will participate more in the production of innovation in the organization). Were also formulated two hypotheses of moderation, where the climate for initiative serves as moderator in the effect between autonomy and required innovation in participation in the production of innovation (H3: The climate for initiative moderates the relationship between autonomy and participation in production of innovation, in that individuals who have more autonomy perceive greater participation in the production of innovation when the climate for the initiative is high than when the climate for initiative is low; H4: The climate for initiative moderates the relationship between the required innovation and participation in the production of innovation, in that individuals who have more demand for innovation perceive greater participation in the production of innovation when the climate for initiative is high than when the climate for initiative is low). The results support hypothesis 2, 3 and 4, and refuted hypothesis 1. It can be concluded through the results, that there is an interaction between the climate for initiative and other aspects of climate, particularly the autonomy and required innovation, which contributes to the establishment of the climate for initiative as an important variable in production of innovation in organizations.
Descrição: Tese de mestrado integrado em Psicologia (Psicologia dos Recursos Humanos, Trabalho e Organizações), apresentada à Universidade de Lisboa através da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, 2008
URI: http://catalogo.ul.pt/F/?func=item-global&doc_library=ULB01&type=03&doc_number=000552242
http://hdl.handle.net/10451/861
Appears in Collections:FPCE - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
18815_ulsd_dep.17422_Tese_de_Mestrado_Joao_Frade_2008.pdf390,75 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE