Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/8681
Título: História da Escola Técnica de Enfermeiras (1940-1968):aprender para ensinar e profissionalizar
Autor: Ferreira, Óscar Manuel Ramos, 1961-
Orientador: Magalhães, Justino, 1953-
Adão, Áurea, 1942-
Palavras-chave: Teses de doutoramento - 2013
Data de Defesa: 2013
Resumo: Com esta tese pretendo conhecer e dar a conhecer a Escola Técnica de Enfermeiras, enquanto instituição educativa, através da reconstituição da sua materialidade histórica, da sua evolução e do seu enquadramento na política do Estado Novo (1940-1968); da caracterização da sua cultura, do perfil das formandas, do currículo, da intervenção na saúde pública e, enfim, da construção da sua identidade histórica. Nesse sentido socorri-me de autores que têm trabalhado e teorizado sobre a História das Instituições Educativas e a História da Enfermagem. A reconstituição e a recolha de informação foram realizadas no arquivo da Escola Superior de Enfermagem de Lisboa; na biblioteca do Instituto Português de Oncologia; na Biblioteca Nacional, no Arquivo Histórico do Ministério da Educação, da Direção-Geral de Saúde, da Torre do Tombo, da Rádio e Televisão de Portugal SA e no Arquivo da Fundação Rockfeller em Nova Iorque; Procedi à caracterização das fontes e à análise da documentação, seu tratamento heurístico e hermenêutico. Desta perceção de conjunto inferi o sentido evolutivo que a redação da monografia reflete. Como resultados da investigação realizada identifiquei na história da instituição educativa estudada três fases: criação (1935-1940); primeiros tempos, nos quais ela se consolidou (1941-1946) e maturidade (1947-1968). Nesta última fase existiram dois momentos. De afirmação (anos letivos de 1946/47 a 1953/54); de apogeu e abertura ao mundo (anos letivos de 1954/55 a 1967/68). Na fase de criação deste estabelecimento escolar saliento a importância e influência da Fundação Rockefeller, do Instituto Português de Oncologia e da Direção-Geral de Saúde. Nos, segundo e terceiro períodos realço a relevância da Escola Técnica de Enfermeiras na formação de agentes de saúde pública e no desenvolvimento da enfermagem no geral e da enfermagem de saúde pública em particular; nas políticas de ensino da Enfermagem com reflexos evidentes nas práticas pedagógicas e nos planos de estudos seguidos noutros estabelecimentos escolares de Enfermagem tanto em Portugal como no estrangeiro e nas políticas públicas promulgadas relativas ao ensino de Enfermagem, nomeadamente, em 1952 e 1965. No fim da terceira e última fase estudada (1958-1968) e como resultado da permanência da Escola sob a tutela do Ministério da Educação Nacional destaco a sua “incapacidade” para inovar e criar pós-graduações em enfermagem, estudos que tanto ambicionava. Ficava dessa forma impossibilitada de cumprir o seu ideário e de completar o projeto a que se tinha proposto.
With this thesis I intend to recognize and disclose the Escola Técnica de Enfermeiras as an educational institution, through the reconstruction of its historical materiality, its evolution and its policy framework in the Estado Novo (1940 – 1968), through the characterization of their culture, the graduates profile, the curriculum, the intervention in public health and through the construction of its historical identity. Accordingly I consulted authors who have worked and theorized about the Educational Institutions History and the Nursing History. Reconstitution and data collection were performed in the Escola Superior de Enfermagem de Lisboa archive; in the Instituto Português de Oncologia library; in the Biblioteca Nacional, Arquivo Histórico do Ministério da Educação, Direção-Geral de Saúde, Torre do Tombo, Rádio e Televisão de Portugal SA and in the Rockefeller Foundation Archive, New Iork; characterization of sources, documentation analysis, and heuristic and hermeneutic treatment were carried out. From the overall perception I inferred an evolutional sense that the monograph writing reflects. As research results three phases of the institution educational history were identified: creation (1935-1940); early days, in which consolidation occurred (1941-1946) and maturity (1947-1968). In this last phase two moments were identified: statement of (academic years of 1946/47 a 1953/54); apogee and opening to the world (academic years 1954/55 1967/68). In the creation phase of this school emphasize the importance and influence of the Rockefeller Foundation, the Instituto Português de Oncologia and the Direção-Geral de Saúde. In the second and third periods I emphasize the importance of the Escola Técnica de Enfermeiras in training public health officials and the development of nursing in general and of public health nursing in particular, in nursing education policies with obvious repercussions on teaching practices and curricula followed in other schools of nursing both in Portugal and abroad, and public policies enacted relating to nursing education, particularly in 1952 and 1965. At the end of the third and final phase studied (1958-1968) and as a result of the permanence of the School under the supervision of the Ministério da Educação Nacional I highlight its "inability" to innovate and create the so aspired postgraduate nursing studies. Therefore The Escola Técnica de Enfermeiras was unable to fulfill its ideals and complete the project that had been proposed.
Descrição: Tese de doutoramento, Educação (História da Educação), Universidade de Lisboa, Instituto de Educação, 2013
URI: http://hdl.handle.net/10451/8681
Aparece nas colecções:IE - Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulsd65876_td_vol1.pdf6,26 MBAdobe PDFVer/Abrir
ulsd65876_td_vol2_anexos.pdf14,62 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.