Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/8704
Título: A individualidade de Portugal e as comunicações de transporte no espaço Ibérico: uma abordagem geopolítica
Autor: Sequeira, Jorge Manuel Dias, 1966-
Orientador: Malheiros, Jorge Macaísta, 1966-
Dias, Carlos Manuel Mendes, 1965-
Palavras-chave: Transportes e comunicações - Portugal
Infra-estruturas de transportes - Portugal
Identidade colectiva - Portugal
Teses de doutoramento - 2013
Data de Defesa: 2013
Resumo: As Comunicações de Transporte, existentes e projectadas na Península Ibérica, são infra-estruturas fundamentais para o desenvolvimento dos dois Estados Ibéricos. Reconhecendo-as enquanto objectivos fundamentais no domínio económico, averiguámos se existiram preocupações quanto à sua localização, na perspectiva de poderem contribuir para a manutenção e o reforço da Identidade e Individualidade de Portugal. Enfatizando-se assim, parelalamente à dimensão económica, as dimensões política e geopolítica associadas às Comunicações de Transporte. A capital espanhola localiza-se no centro da Península e exerce uma força centrípeta sobre a sua periferia, incluindo a faixa atlântica portuguesa. A concentração de massa crítica, que combina a área e a população, leva a um superior desenvolvimento económico da Comunidad de Madrid. Para competir com esta região e evitar a absorção e a perda da Individualidade de Portugal, propomos a definição e assunção clara do corredor urbano de Sines a Viana do Castelo, englobando os distritos de Setúbal, Lisboa, Coimbra, Aveiro, Porto, Braga, Viana do Castelo, constituindo uma plataforma de pessoas e mercadorias com capacidade para competir com o Centro de Poder espanhol. Os sistemas de transportes terrestres (rodoviário, ferroviário e por conduta), na Península Ibérica, estão organizados em função da localização da Capital; os espanhóis dispõem-nos de forma radial, enquanto os portugueses os localizam ao longo da costa, com uma prevalência Sul-Norte ou vice-versa e, também, com ligações perpendiculares internacionais para Este. Portugal dispõe de bons portos naturais, os quais devem ser valorizados através de sistemas de transporte rodoviário e, principalmente, ferroviário de qualidade, procurando alcançar o mais rápido possível o centro da Europa. Apenas com base no fortalecimento do supracitado corredor urbano, que deverá estar bem conectado interna e externamente, evitando ligações directas a Madrid e sendo capaz de atrair as empresas espanholas para a utilização das infra-estruturas nacionais, será possível aumentar o Poder nacional e consequentemente, manter e reforçar a nossa Identidade e Individualidade. É isto que se procura demonstrar nesta dissertação.
The existing and proposed Transport Communications in the Iberian Peninsula are a key infrastructure for the economic development of the two Iberian States. Having established them as fundamental objectives in the economic field, we examined the concerns that were taken into account regarding its location, and whether they would contribute to the maintenance and enhancement of Portugal’s Identity and Individuality. This allowed us to emphasize the economic dimension in parallel with the political and geopolitical dimensions associated with Transport Communications. The Spanish capital is located in the centre of the peninsula and induces a centripetal/centralizing force on its periphery, Portuguese Atlantic coast included. The concentration of critical mass, which combines area and population, leads to a higher economic development of the Comunidad de Madrid; to compete with this region and prevent the assimilation and loss of Portugal’s Individuality, we propose a definition and clear absorption of the urban corridor from Sines to Viana do Castelo, encompassing the districts of Setúbal, Lisboa, Coimbra, Aveiro, Porto Braga and Viana do Castelo, as a platform of people and freight able to compete with the Spanish centre of power. The land transport systems (road, rail and pipeline) in the Iberian Peninsula are organized according to the location of the Capital; in Spain, they are based on a radial system, while in Portugal they are located along the coast, predominantly South-North or vice-versa, and with international connections to the East. Portugal has good natural harbours, which should be maximized through good transport systems – road and especially rail – in order to reach the centre of Europe in the fastest way possible. With this dissertation we have tried to demonstrate that the strengthening of the aforementioned urban corridor – which should be well connected internally and externally, avoid direct links to Madrid and attract Spanish companies for the use of national infrastructures – is the only possible way to increase the national power, thus maintaining and reinforcing our Identity and Individuality.
Descrição: Tese de doutoramento, Geografia (Geografia Humana), Universidade de Lisboa, Instituto de Geografia e Ordenamento do Território, 2013
URI: http://hdl.handle.net/10451/8704
Aparece nas colecções:IGOT - Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulsd65959_td_capa.pdf143,35 kBAdobe PDFVer/Abrir
ulsd65959_td_tese.pdf87,59 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.