Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/8867
Título: Efeitos da meteorização química em rochas carbonatíticas e feníticas de Bailundo e Capuia (Mungo, Angola): repercussões nas actividades de prospecção e pesquisa mineral
Autor: Pereira, Luís Filipe Rosado de Freitas
Orientador: Mateus, António Manuel Nunes, 1962-
Figueiras, Jorge Manuel Verdilhão, 1955-
Palavras-chave: Carbonatitos
Bailundo
Capuia
Angola
Meteorização química
Enrequecimentos supergénico e residual
Teses de mestrado - 2011
Data de Defesa: 2011
Resumo: Os sucessivos levantamentos geológicos empreendidos na última metade do século XX em Angola permitiram reconhecer 45 Complexos Alcalino-carbonatíticos, os quais correspondem a estruturas (sub)intrusivas com morfologia (sub)circular que se distribuem ao longo de dois alinhamentos tectónicos intra-continentais activos desde o Cretácico Inferior. Estes Complexos, integrando a província do Paraná-Angola-Namíbia (Etenkeda), apresentam composição relativamente heterogénea e o seu potencial económico, ainda longe de se encontrar devidamente avaliado, afigura-se bastante promissor. Importa, assim, proceder à inventariação sistemática das características destes corpos ígneos, sintetizando o conhecimento existente com base em critérios uniformes, com o propósito de identificar as metodologias mais adequadas à obtenção de informação complementar. O trabalho desenvolvido constitui um contributo nesta direcção, e tem como objectivo específico a caracterização dos efeitos da meteorização química em rochas carbonatíticas e feníticas dos Complexos de Bailundo e Capuia (Mungo, Angola) e, consequentemente, a avaliação das repercussões que dela decorrem para as actividades de prospecção e pesquisa mineral em curso naquelas duas regiões. O estudo das amostras de superfície colhidas em ambos os Complexos permite colocar em evidência diversas composições mineralógicas e arranjos texturais que traduzem os efeitos da meteorização química (com intensidade variável) sobre protólitos heterogéneos. A caracterização dos testemunhos da sondagem BLS-1, realizada no anel cálcio-carbonatítico de Bailundo, revela que a forte heterogeneidade do protólito se mantém em profundidade registando a sobreposição de transformações mineralógico-texturais desencadeadas por processos tardi-magmáticos e metassomáticos. A comparação de dados provenientes de amostras de superfície com os que caracterizam exemplares da sondagem BLS-1, revela ainda que a associação mineralógica secundária suporte dos enriquecimentos residual e supergénico depende largamente da intensidade da alteração química a que as rochas aflorantes foram sujeitas, permitindo a formação de fosfatos e flúor-carbonatos de ETR, bariopirocloro e outros titano-niobatos. Em analogia com o observado no Complexo Carbonatítico de Bailundo, algumas possibilidades sobre o(s) protólito(s) existente(s) em Capuia podem ser deduzidas, apesar da escassez de minerais primários e da forte silicificação (em conjunto com numerosas pseudomorfoses de minerais do grupo do pirocloro) denunciarem maior intensidade da meteorização química para a última região. Aceitando o paralelismo estabelecido entre os dois Complexos, o facto dos minerais secundários de ETR ocorrerem em maior abundância em Capuia sugere a presença de protólitos carbonatíticos contendo maiores quantidades de fases minerais portadoras daqueles elementos (eventualmente com composição distinta da observada em Bailundo), sem prejuízo da meteorização química ter A caracterização das transformações mineralógico-texturais subjacentes à génese das associações minerais primárias e secundárias (hipogénica e supergénica) que tipificam estes Complexos revela-se assim crucial à definição de guias adequados à prospecção e pesquisa mineral em complexos (alcalino-)carbonatíticos.
45 alkaline-carbonatitic Complexes in Angola have been recognized during successive geologic surveys that took place on the last half of the 20th century. These Complexes correspond to (sub) intrusive structures with (sub) circular morphologies and are distributed along two active intra-continental tectonic alignments that have been active since lower Cretaceous times. The alkaline-carbonatitic Complexes are included in the Paraná-Angola-Namibia (Etenkeda) province, have a relatively heterogeneous composition and show quite promising economic potential which has not yet been properly assessed. In order to identify the most suitable methodologies to obtain additional information on these Complexes, it is important to finish the systematic inventory of their characteristics, and to synthesize the available knowledge on the basis of uniform criteria. This work is a contribution to those objectives, and aims to characterize the specific effects of chemical weathering in carbonatitic and fenitic rocks at the Bailundo and Capuia Complexes (Mungo, Angola), namely, how does weathering contribute to the creation or otherwise of supergene economic mineral accumulations in both regions. The study of surface samples collected in both complexes shows several mineralogical compositions and textural arrangements that reflect the effects of chemical weathering (with variable intensity) on a heterogeneous protolith. Characterization of samples from Bailundo calcium-carbonatitic ring BLS-1 drill-hole, reveals that the strong heterogeneity of the protolith persists at depth, and so do overlaping mineralogical-textural transformations triggered by metassomatic and tardi-magmatic processes. Comparison of data from surface and drilling samples, shows that supergene and residual enrichments lead to the development of a secondary mineral assemblage (largely dependent on the intensity of chemical alteration of the outcropping rocks) comprising REE phosphate and fluoride- carbonates, barium-pyrochlore and other titanium-niobates. Despite the scarcity of primary minerals and strong silicification (along with numerous pyrochlore group minerals pseudomorphosis) as a consequence of stronger chemical weathering at Capuia relatively to Bailundo, few considerations can be made on the nature of Capuia’s protholith(s). Accepting the established parallelism between both Complexes, the higher abundance of secondary REE minerals at Capuia suggests the presence of carbonatitic protoliths with higher REE concentrations (and/or heterogeneous accumulation of REE-bearing minerals, possibly with different composition from those documented at Bailundo), but can also reflect the effects of chemical weathering progressing under distinct conditions, provided that fixation of REE was assured. Thus, the characterization of the mineralogical-textural transformations governing the genesis of the primary and secondary (hypogene and supergene) mineral associations occurring in these complexes, appears to be crucial to the definition of proper guides to mineral exploration and exploitation in other (alkaline) carbonatitic Complexes.
Descrição: Tese de mestrado em Geologia Económica (Prospecção Mineral), apresentada à Universidade de Lisboa, através da Faculdade de Ciências, 2011
URI: http://hdl.handle.net/10451/8867
Aparece nas colecções:FC - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfc104236_tm_Luís_Pereira.pdf21,39 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.