Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/926
Título: Motivações para a frequência de formação profissional : estudo de caso na região de Leiria
Autor: Cardoso, Joana Catarina Pedrosa, 1984-
Orientador: Cabrito, Belmiro Gil, 1949-
Palavras-chave: Formação profissional
Motivação na aprendizagem
Aprendizagem ao longo da vida
Teses de mestrado
Data de Defesa: 2009
Resumo: A sociedade actual é marcada por constantes alterações em diversos campos como o tecnológico, económico e cultural, e ainda no laboral. Neste sentido, urge a adaptação dos indivíduos a essas mudanças, sob pena de serem marginalizados social e profissionalmente. A aprendizagem ao longo da vida é extensão. As alterações no mundo laboral requerem uma actualização contínua. O emprego para toda a vida deixou de existir, torna-se, então, essencial responder às necessidades do mercado de trabalho para fazer face aos períodos instáveis e alternados de emprego e desemprego. A formação profissional constitui um poderoso meio, de aprendizagem organizada, nesta adequação ao mercado de trabalho.Com esta investigação pretendeu-se identificar as motivações responsáveis pela frequência de formação profissional auto-financiada; e analisar a influência do sexo, idade, nível de habilitação académica, situação profissional e grau de estabilidade profissional dos formandos nas suas motivações. Partiu-se da hipótese de que podem ser várias as motivações subjacentes à participação em formação profissional, não sendo estas exclusivas entre si. Optou-se por uma abordagem simultaneamente quantitativa e qualitativa. E realizou-se um estudo de caso numa empresa que ministra cursos de formação profissional por catálogo para um mercado inter-empresas. A recolha de dados foi efectuada através de um inquérito por questionário a uma amostra de 67 formandos. Para tal, recorreu se à amostragem por conveniência. A maioria dos inquiridos concordou completamente com as seguintes motivações de participação no curso: possibilita a aquisição e desenvolvimento de conhecimentos e de competências essenciais à actividade profissional; aumenta as oportunidades profissionais; e permite enriquecer o currículo. Verificou-se que as principais motivações para ingressar na formação profissional diferem com o sexo, a idade, o nível de habilita
The contemporary society has been constantly changing in several fields, such as the technological, economic and cultural ones, and even in the labour field. Consequently, it urges to adapt individuals to those changes in order to prevent their social and professional marginalization. Lifelong learning has become increasingly necessary, and learning has been valorised through all its scope. Modifications in the job world request a continuous actualization. The idea of a job for all life does no longer exist. Thus, it is essential to meet the demands of the job world in order to face unstable, alternate periods of employment and unemployment. Vocational training is a powerful tool of organised learning which aids to adjust to the labour market. The purposes of this research consisted of identifying the motivations underlying the attendance of self financed vocational training; and analysing the influence of trainee's gender, age, educational level, professional situation and degree of job stability on their motivations. It was firstly assumed a hypothesis according to which the motivations beyond the participation in vocational training are not only multiple, but also related to each other. Herein, a simultaneously quantitative and qualitative approach was adopted. It was performed a study case in an enterprise that offers vocational training courses addressed to an inter enterprise market. Data collection involved the performance of an inquiry by questionnaire. A sample of 67 trainees was drawn through the methodology of convenience sampling. The majority of the inquired trainees completely agreed that the possibility of (i) acquiring and developing knowledge and competencies indispensable for the professional a ctivity, (ii) increasing job opportunities and (iii) enriching the curriculum were the motivations that account for their participation in the courses. It was concluded that the main motivations to participate in vocational training differ according to
Descrição: Tese de mestrado, Ciências da Educação (Formação de Adultos), 2009, Universidade de Lisboa, Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
URI: http://hdl.handle.net/10451/926
Aparece nas colecções:FPCE - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
17860_ulsd_dep.17571_Dissertacao.pdf840,54 kBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.