Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação (FPCE) >
FPCE - Dissertações de Mestrado >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/947

Título: O sentimento de solidão em idosas institucionalizadas : a influência da autonomia funcional e do meio ecológico
Autor: Coimbra, Joana Fátima Mendes
Orientador: Silva, Maria Eugénia Duarte, 1951-
Palavras-chave: Idosos institucionalizados
Envelhecimento
Gerontologia
Teses de mestrado
Issue Date: 2008
Resumo: O presente estudo foi delineado com o intuito de perceber, no domínio da psicogerontologia, qual o impacto da dependência funcional e do meio ecológico ao nível do sentimento de solidão, em idosos institucionalizados. O conceito de solidão é diferenciado em solidão social e solidão emocional, de acordo com o modelo relacional de solidão de Weiss (1973). O objectivo primordial deste estudo é procurar compreender como a autonomia funcional e o meio ecológico influenciam a solidão social. No entanto, procedeu-se, de igual modo, ao estudo do impacto daquelas duas variáveis ao nível do sentimento de solidão emocional. Para esse efeito foram delineados estudos comparativos e correlacionais. Neste estudo participaram 36 indivíduos, do sexo feminino, institucionalizados e sem deterioração cognitiva. Foram seleccionadas 24 idosas num lar de Lisboa e 12 idosas em três lares do concelho de Elvas, Alentejo. Utilizou-se o MAB (Método de Avaliação Biopsicossocial Botelho, 2000), para classificação da autonomia funcional. Posteriormente, foram criados três grupos, com base na avaliação da funcionalidade e no meio ecológico: independente/urbano, dependente/urbano e dependente/rural. A cada participante foi aplicada, de forma individual, a Escala de Solidão Emocional e Social (Stroebe, Stroebe, Abakoumkin & Schut, 1996). Os resultados obtidos sugerem que (a) entre os idosos dependentes e independentes, institucionalizados em meio urbano, não existem diferenças ao nível dos sentimentos de solidão social e emocional; (b) entre os idosos dependentes, institucionalizados no meio urbano, e os idosos dependentes, institucionalizados em meio rural, existem diferenças nos sentimentos de solidão social e emocional; (c) a existência de um confidente está correlacionada com um baixo sentimento de solidão social; (d) o estado civil está indirectamente correlacionado com o sentimento de solidão emocional, sendo que as participantes viúvas são as
The present study was traced with the aim of understanding, in the psychogerontology's domain, what is the impact of functional dependence and the ecological environment referring to the feeling of loneliness, in institutionalized aged persons. The concept of loneliness is differentiated in social loneliness and emotional loneliness according to the relational modal of Weiss's model (1973). The main aim of this study is to try to understand the way functional autonomy and the ecological environment influence the social loneliness. However, have proceeded, at the same level, to the study of the impact of those two variables at the level of the feeling of social loneliness. Thus, comparative and correlative studies have been traced. Thirty-six persons have participated in this study, they were all women, institutionalized and without cognitive impairment. They were twenty-four aged women in a hearth in Lisbon and twelve in three hearths in the area of Elvas, Alentejo. The BEM (Biopsychosocial Evaluation Method Botelho 2000), to the ranking of functional autonomy. Later, three groups were created, based on the evaluation of functionality and on the ecological environment: independent/urban, dependent/urban and dependent/rural. Each participant was studied, in an individual manner, according to the Emotional and Social Loneliness Scale (Stroebe, Stroebe, Abakoumkin & Schut, 1996). The results suggest that a) among the dependent and independent aged people, institutionalized in a urban environment, there are no differences between the feelings of social and emotional loneliness; b) among the dependent aged people, institutionalized in the urban environment, and the dependent aged people, institutionalized in the rural environment, there are differences in the feelings of social and emotional loneliness; c) the existence of a confident is related with a low feeling of social loneliness; d) the marital status is indirectly related with the feeling of emotional l
Descrição: Tese de mestrado integrado em Psicologia (Psicologia Clínica e da Saúde - Núcleo de Psicologia Clínica Dinâmica), apresentada à Universidade de Lisboa através da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, 2008
URI: http://hdl.handle.net/10451/947
Appears in Collections:FPCE - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
17727_ulsd_dep.17453_Capa_Indice_e_Anexos.pdf1,29 MBAdobe PDFView/Open
17728_ulsd_dep.17453_Dissertacao_de_Mestrado_Copia.pdf404,29 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia