Universidade de Lisboa Repositório da Universidade de Lisboa

Repositório da Universidade de Lisboa >
Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação (FPCE) >
FPCE - Teses de Doutoramento >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10451/975

Título: Atitudes perante a morte e sentido de vida em profissionais de saúde
Autor: Andrade, Teresa Alexandra Malveiro, 1973-
Orientador: Barbosa, António, 1950-
Palavras-chave: Psicologia clínica
Teses de doutoramento
Issue Date: 2007
Resumo: Este estudo tem como principal objectivo averiguar o impacto que a exposição ocupacional à morte pode ter nas atitudes perante a morte em profissionais de saúde.Procura igualmente perceber como a variável sentido de vida pode actuar enquanto factor de protecção deste impacto e como preditora dos níveis de ansiedade e depressão reportados pelos profissionais de saúde com diferentes graus de exposição ocupacional à morte. Com este propósito, foram aplicadas as versões portuguesas dos seguintes instrumentos: Death Attitude Profile Revised (DAP-R, Wong, Reker e Guesser, 1994), o Purpose in life test (PIL, Crumbaugh e Maholik, 1964), e o Hospital Anxiety and Depression Scale (HADS, Zigmond e Snaith, 1983). A amostra é constituída por 281 profissionais de saúde com formação em áreas distintas e com diferentes graus de exposição ocupacional à morte. Os resultados encontrados corroboram a tese de que um elevado sentido de vida protege os indivíduos de atitudes negativas perante a morte bem como de sintomas angodepressivos sendo esta protecção particularmente visível em situação de maior exposição ocupacional à morte.
This study main purpose is to investigate the impact that occupational death exposure has on death attitudes in healthcare professionals. It also aims to understand how the variable meaning in life can minorate this impact as well as predict diferential levels of anxiety and depression in healthcare professionals with different occupational dealth exposure. In order to attain this purpose, three instruments were selected: Death Attitude Profile Revised (DAP-R, Wong, Reker and Guesser, 1994), the Purpose in life test (PIL, Crumbaugh and Maholik, 1964), and the Hospital Anxiety and Depression Scale (HADS, Zigmond and Snaith, 1983). The sample is composed by 281 healthcare professionals with different training backgrounds and experiencing different occupational death exposure. The results support the thesis that a strong meaning in life protects individuals from negative attitudes towards death as well as from anxiety and depression symptoms, being this particularly visible in situation of higher occupational death exposure.
Descrição: Tese de doutoramento em Psicologia (Psicologia Clínica), apresentada à Universidade de Lisboa através da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação, 2008
URI: http://sibul.reitoria.ul.pt/F/?func=item-global&doc_library=ULB01&type=03&doc_number=000531858
http://hdl.handle.net/10451/975
Appears in Collections:FPCE - Teses de Doutoramento
FM - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:

File Description SizeFormat
16424_Tese_Teresa_Andrade_versfinal.pdf971,21 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

  © Universidade de Lisboa / SIBUL
Alameda da Universidade | Cidade Universitária | 1649-004 Lisboa | Portugal
Tel. +351 217967624 | Fax +351 217933624 | repositorio@reitoria.ul.pt - Feedback - Statistics
DeGóis
  Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE