Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10451/9827
Título: A resolução de tarefas envolvendo equações do 2.º grau : um estudo no 8.º ano
Autor: Antunes, Ana Cláudia Morgado, 1986-
Orientador: Henriques, Ana Cláudia
Nápoles, Susana Metelo de, 1949-
Palavras-chave: Resolução de problemas
Álgebra
Dificuldades de aprendizagem
Relatórios da prática de ensino supervisionada - 2013
Data de Defesa: 2013
Resumo: O estudo que apresento neste relatório surge das minhas preocupações com as dificuldades que os alunos evidenciam, frequentemente, na resolução de equações do 2.º grau e foi desenvolvido no âmbito da lecionação da unidade “Sequencias e regularidades. Equações”, no tema da Álgebra, numa turma do 8.º ano da Escola Básica 2, 3 de Fernando Pessoa. Tendo em conta as orientações curriculares atuais para o ensino e aprendizagem deste tópico, este estudo teve como objetivo compreender, de que modo, os alunos de uma turma do 8.º ano de escolaridade resolvem tarefas envolvendo equações do segundo grau. Em particular, procurei saber quais as estratégias utilizadas pelos alunos na resolução de tarefas envolvendo equações do 2.º grau; quais os principais erros e dificuldades que evidenciaram na resolução dessas tarefas e quais os conhecimentos que mobilizaram para as resolverem. A recolha de dados tem por base a observação do trabalho dos alunos, durante as aulas e as suas resoluções escritas das tarefas, tendo uma delas um carácter avaliativo. A análise dos dados recolhidos evidencia que os alunos desenvolveram o seu pensamento algébrico. Na resolução de problemas, os alunos começam por evidenciar dificuldades na tradução da linguagem natural para a linguagem algébrica, aspeto que tendem a aperfeiçoar no decorrer da unidade de ensino. Quanto às estratégias utilizadas, os alunos optam, numa primeira fase, pelo método de tentativa e erro mas, em geral, abandonam este método, optando pela resolução algébrica através da lei do anulamento do produto, evidenciado a sua aprendizagem. Apesar de compreenderem e saberem aplicar os princípios de equivalência, as dificuldades na utilização dos casos notáveis da multiplicação, na interpretação das letras e na alteração do papel atribuído ao símbolo “=” estiveram na base dos erros cometidos na resolução das equações (incompletas) do 2.º grau a uma incógnita.
The study I‟m presenting in this report comes from my concerns about the difficulties that students often have in solving equations of the 2nd degree and the study was developed in the scope of teaching the unit "Sequences and regularities. Equations", which is in the theme of algebra, in a class of the 8th grade in School E.B 2, 3 Fernando Pessoa. Given the current curriculum guidelines for the teaching and learning of this topic, this study aims to understand how the students in a class of the 8th grade solve tasks involving equations of the 2nd degree. In particular, I wanted to know what strategies were used by students when solving tasks involving equations of the 2nd degree, what are the main errors and difficulties that the students evidence in solving these tasks and how they mobilize their knowledge related to equations of the 2nd degree to solve problems. The gathering of data was based of direct observation of student‟s work during class and their written resolutions of the tasks, one of them being an evaluation task. The data analysis shows that the students developed their algebraic thought. When solving problems, the students begin showing difficulties in translating the natural language to the algebraic form, but they tent to improve in this aspect throughout the teaching unit. As far as the strategies, the students chose, in the beginning, for the trying and failing method but, in general, they abandon this method and chose to use algebra using the factoring by inspection method, showcasing their improving knowledge. Despite knowing and being able to use the equivalence principles, the difficulties in using the special case binomials, interpreting the letters and the alteration of the significance imbedded in the symbol “=”, where the cause of the errors made when solving 2nd degree incomplete equations with one unknown value.
Descrição: Relatório da prática de ensino supervisionada, Ensino da Matemática, Universidade de Lisboa, 2013
URI: http://hdl.handle.net/10451/9827
Aparece nas colecções:REIT - Mestrados em Ensino

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ulfpie044739_tm.pdf2,53 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.